Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufpb.br/jspui/handle/tede/8085
metadata.dc.type: Dissertação
Title: Fontes e parcelamento de nitrogênio na produção de batata-doce
Other Titles: Sources and parceling of nitrogen in the sweet potato yield
metadata.dc.creator: Alves, Anarlete Ursulino
metadata.dc.contributor.advisor1: Oliveira, Ademar Pereira de
metadata.dc.description.resumo: Objetivou-se avaliar o rendimento da batata-doce variedade “Rainha Branca”, submetida a fontes e parcelamentos de nitrogênio. Para tanto, foi realizado um experimento, no período de abril a agosto de 2007, em solo classificado como Neossolo Regolítico Psamítico típico, na Universidade Federal da Paraíba, em Areia. O delineamento experimental utilizado foi o de blocos casualizados, em esquema fatorial 2 x 8 com os fatores duas fontes de adubo nitrogenado (Uréia e sulfato de amônio) e oito épocas de aplicação (100% no plantio; 100% aos 30 dias após o plantio (DAP); 100% aos 60 DAP; 50% no plantio e 50% aos 30 DAP; 50% no plantio e 50% aos 60 DAP; 50% aos 30 e 50% aos 60 DAP; 33% no plantio, 33% aos 30 e 33% aos 60 DAP; e o tratamento sem N, em quatro repetições. Foram avaliados peso médio de raízes comerciais e não comerciais, produção e número de raízes comerciais e não comerciais planta-1, produtividades total, comercial e não comercial de raízes de batata-doce e teor de nitrogênio foliar. O maior peso médio de raízes comerciais foi obtido com a uréia no parcelamento 50% no plantio e 50% aos 30 DAP, (293,75g) e o menor peso médio de raízes não comerciais foi obtido nesta fonte e com o parcelamento 50% aos 30 e 50% aos 60 DAP (36,92g). O parcelamento 33% no plantio, 33% aos 30 e 33% aos 60 DAP foi responsável pela maior produção de raízes comerciais planta-1 quando a fonte usada foi o sulfato de amônio (337 g). A menor produção planta-1 de raízes não comerciais foi obtida nessa mesma fonte com o parcelamento 50% aos 30 e 50% aos 60 DAP (26,48 g). Para o número de raízes comercias, produtividades total e comercial, o sulfato de amônio parcelado 33% no plantio, 33% aos 30 e 33% aos 60 DAP proporcionou os maiores valores (1,50 raízes, 30,5 t ha-1 e 28,4 t ha-1), respectivamente. O sulfato de amônio parcelado 100% aos 60 DAP propiciou o menor número de raízes não comercias (0,51). A menor produtividade de raízes não comercias foi obtida com parcelamento do sulfato de amônios 50% no plantio e 50% aos 60 DAP, (2,2 t ha-1). O nitrogênio foliar não foi alterado significativamente pelos tratamentos.
Abstract: This study aimed at the evaluation of the yield of the sweet potato, variety "Rainha Branca", subjected to sources and parceling of the nitrogen. So, an experiment was carried out in the soil classified as typical “Inceptisol Regolítico Psamítico” at the Universidade Federal da Paraíba, Areia county, during the period from April to August 2007. The randomized block experimental design was used in factorial scheme 2 x 8 with, by using two sources of nitrogen fertilizer (urea and ammonium sulfate) and eight application times (100% at planting; 100% at 30 days after planting (DAP); 100% at 60 DAP; 50% at planting and 50% at 30 DAP; 50% at planting and 50% at 60 DAP; 50% at 30 and 50% at 60 DAP; 33% at planting, 33% at 30 and 33% at 60 DAP; and the treatment without N, with four replicates. The following variables were evaluated: average weight of the commercial and noncommercial roots plant-1, the total, commercial, and noncommercial productivities of the sweet potato roots and leaf nitrogen content. The highest average weight of the commercial roots was obtained with urea in the parceling 50% at planting and 50% at 30 DAP, (293.75g). The lowest average weight of the noncommercial roots was obtained in this source, as well as with 50% parceling 50 at 30 and 50% at 60 DAP (36.92g). The parceling 33% at planting, 33% at 30 and 33% at 60 DAP were responsible for the highest yield of commercial roots per plant, when the source was the ammonium sulfate (337g). The lowest yield of commercial roots per plant was obtained in the same source with parceling 50% at 30 and 50% at 60 DAP (26.48g). For the number of commercial roots, total and commercial productivities, the ammonium sulfate parceled 33% at planting, 33% at 30 and 33% at 60 DAP provided the highest values (1.50 roots, 30.5 t ha-1 and 28.4 t ha-1 respectively. The ammonium sulfate parceled 100% at 60 DAP propitiated the lowest number of noncommercial roots (0.51). The lowest productivity of noncommercial roots was obtained with parceling of the ammonium sulfate 50% at planting and 50% at 60 DAP (2.2 t ha-1). The leaf nitrogen was not significantly altered by the treatments.
Keywords: Batata-doce
Adubação
Produção agrícola
metadata.dc.subject.cnpq: CIENCIAS AGRARIAS::AGRONOMIA
metadata.dc.language: por
metadata.dc.publisher.country: Brasil
Publisher: Universidade Federal da Paraíba
metadata.dc.publisher.initials: UFPB
metadata.dc.publisher.department: Fitotecnia e Ciências Ambientais
metadata.dc.publisher.program: Programa de Pós-Graduação em Agronomia
Citation: ALVES, Anarlete Ursulino. Fontes e parcelamento de nitrogênio na produção de batata-doce. 2008. 59. Dissertação (Mestrado em Agronomia)- Universidade Federal da Paraíba, Centro de Ciências Agrárias, Areia, 2008.
metadata.dc.rights: Acesso Aberto
URI: https://repositorio.ufpb.br/jspui/handle/tede/8085
Issue Date: 15-Feb-2008
Appears in Collections:Centro de Ciências Agrárias (CCA) - Programa de Pós-Graduação em Agronomia

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
arquivototal.pdfArquivo total411,18 kBAdobe PDFThumbnail
View/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.