Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufpb.br/jspui/handle/tede/8109
metadata.dc.type: Tese
Title: Composição florística, fitossociologia e influência dos solos na estrutura da vegetação em uma área de caatinga no semi-árido paraibano
metadata.dc.creator: Araújo, Lúcio Valério Coutinho de
metadata.dc.contributor.advisor1: Souto, Jacob Silva
metadata.dc.description.resumo: Apesar da existência de trabalhos fitossociológicos da vegetação da caatinga, ainda falta muito para o conhecimento das caatingas como um todo. Existe um consenso entre vários autores em reconhecer a heterogeneidade florística e fisionômica da caatinga e em atribuir ao clima e ao solo, ou ainda à ação conjunta destes dois fatores, a causa principal no estabelecimento dos tipos de caatinga. O objetivo do presente trabalho foi analisar a composição florística, comparar a estrutura fitossociologia, nos anos de 2000 e 2005 e avaliar a relação existente entre as propriedades edáficas, a altitude e cobertura vegetal em uma área de caatinga pertencente à Fazenda Tamanduá, no município de Santa Terezinha (PB), adotando-se o método de parcelas, com 200m2 cada, fazendo-se coletas aleatórias durante 12 meses. Todas as plantas arbustivo-arbóreas com altura total maior que 1,0 metro e circunferência a altura do peito – CAP ³ 10 cm, vivos ou mortos ainda pé, foram contados e medidos. Amostras de solo na profundidade de 0- 20 cm foram coletadas nas parcelas e submetidas à análise química e textural. Foram definidas três classes de altitudes com base nas estimativas geradas por interpolação: inferior, intermediária e superior. Foram amostrados 1440 indivíduos, pertencendo a 25 espécies e 17 famílias, no primeiro levantamento, e 1704 indivíduos pertencendo a 27 espécies e 15 famílias, no segundo levantamento. Caesalpinia pyramidalis foi a espécie mais representativa nos dois períodos, o que se deve aos valores elevados de densidade, dominância, freqüência e distribuição. A área basal total teve um pequeno aumento entre 2000 e 2005, passando de 10,73 m².ha-1 para 11,57 m².ha-1 um acréscimo de 7,8 %. Dos indivíduos amostrados, tanto no ano de 2000 como em 2005, 92 % se concentraram nas primeiras quatro classes diamétricas, entre 3 e 15 cm. Croton sonderianus Müll. Arg. apresentou maior percentual de mortalidade. O número de indivíduos por hectare foi de 1775. Das espécies encontradas, 67 % podem ser consideradas como arbóreas e 33 % como arbustivas. Quatro famílias detiveram cerca de 54 % dos indivíduos amostrados: Euphorbiaceae, Caesalpinaceae, Mimosaceae e Bignoniaceae. As espécies que tiveram o maior número de indivíduos amostrados foram: Caesalpinia pyramidalis Tul. (21,5 %), Combretum leprosum Mart (12,4 %) e Croton sonderianus Müll. Arg. (8,5%). As espécies que mais contribuíram com a inclusão de novos indivíduos foram: Combretum leprosum Mart., Croton sonderianus Müll. Arg., Caesalpinia pyramidalis Tul., Bauhinia cheilantha (Bong.) Stand. e Anadenanthera colubrina. As famílias que mais se destacaram em IVI foram Caesalpiniaceae, Mimosaceae, Combretaceae e Euphorbiaceae, e Caesalpinia pyramidalis foi à espécie com maior densidade, considerando-se os três níveis de altitude. Os atributos químicos do solo, no nível de altitude inferior influenciaram na maior área basal dos indivíduos e os atributos químicos e físicos do solo proporcionaram indivíduos arbóreos com maior IVI.
Abstract: In spite of the existence of works phytosociologys of the vegetation of the caatinga, still lack a lot for the knowledge of the caatingas as a completely. Consent exists among several authors in recognizing the heterogeneity floristic and physiognomies of the caatinga and in attributing to the climate and the soil, or still to the united action of these two factors, the main cause in the establishment of the caatinga types. The objective of the present work was to analyze the floristic composition, to compare the structure phytosociologycal, in the years of 2000 and 2005 and to evaluate the existent soil-vegetation relationship, the altitude and vegetable covering in one area caatinga in the farm Tamanduá, in the municipality of Santa Terezinha (PB), being adopted the method of plots, with 200m2 each, being made aleatory collections for 12 months. All shrub-trees vegetation with larger total height than 1 meter and circunference at breast height – CAP ³ 10 cm, alive or killed still foot, were counted and measured. Samples of surface soil (0-20 cm of depth) were collected from each plot for analyses of chemical and textural properties. Were defined three classes of altitudes with base in the estimates generated by interpolate: inferior, middleman and superior. Was sampling 1440 individuals, belonging to 25 species and 17 families, in the first rising, and 1704 individuals belonging to 27 species and 15 families, in the second rising. Caesalpinia pyramidalis was the most representative species in the two periods, what is due to the high values of density, dominance, frequency and distribution. The total basal area had a small increase between 2000 and 2005, passing of 10,73 m².ha-1 for 11,57 m².ha-1 an increment of 7,8 %. Of the individuals sampling, so much in the year of 2000 as in 2005, 92 % concentrated on the first four diameter classes, between 3 and 15 cm. Croton sonderianus Müll. Arg. presented the larger percentile of mortality. The number of individuals for hectare was of 1775. Of the found species, 67% can be considered as arborous and 33% as arbustive. Four families stopped about 54% of the individuals sampling: Euphorbiaceae, Caesalpinaceae, Mimosaceae and Bignoniaceae. The species that had the largest number of individuals sampling were: Caesalpinia pyramidalis Tul. (21,5%), Combretum leprosum Mart. (12,4%) and Croton sonderianus Müll. Arg. (8,5%). The species that more contributed with the inclusion of the new individual were: Combretum leprosum Mart., Croton sonderianus Müll. Arg., Caesalpinia pyramidalis Tul., Bauhinia cheilantha (Bong.) Stand. and Anadenanthera colubrine. The families that more stood in IVI were Caesalpiniaceae, Mimosaceae, Combretaceae and Euphorbiaceae, and Caesalpinia pyramidalis went to the species with larger density, being considered the three altitude levels. The chemical attributes of the soil, in the level of inferior altitude influenced in the individuals largest basal area and the chemical and physical attributes of the soil provided trees with larger IVI.
Keywords: Caatinga
Caatinga
Composição botânica
Botanic composition
Relação solo-vegetação
Soil-vegetation relationship
metadata.dc.subject.cnpq: CIENCIAS AGRARIAS::AGRONOMIA
metadata.dc.language: por
metadata.dc.publisher.country: Brasil
Publisher: Universidade Federal da Paraíba
metadata.dc.publisher.initials: UFPB
metadata.dc.publisher.department: Fitotecnia e Ciências Ambientais
metadata.dc.publisher.program: Programa de Pós-Graduação em Agronomia
Citation: ARAÚJO, Lúcio Valério Coutinho de. Composição florística, fitossociologia e influência dos solos na estrutura da vegetação em uma área de caatinga no semi-árido paraibano. 2007. 111 f. Tese (Doutorado em Agronomia) - Universidade Federal da Paraíba, Centro de Ciências Agrárias, Areia, 2007.
metadata.dc.rights: Acesso aberto
URI: https://repositorio.ufpb.br/jspui/handle/tede/8109
Issue Date: 15-Feb-2007
Appears in Collections:Centro de Ciências Agrárias (CCA) - Programa de Pós-Graduação em Agronomia

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
arquivototal.pdfArquivo total3,6 MBAdobe PDFThumbnail
View/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.