Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufpb.br/jspui/handle/tede/8577
metadata.dc.type: Tese
Title: Expandindo os limites da gramática: a multifuncionalidade linguístico-discursiva da construção NÃO pré-verbal em Redações de Vestibular
metadata.dc.creator: Assis, Dalva Lobão
metadata.dc.contributor.advisor1: Silva, Camilo Rosa da
metadata.dc.description.resumo: A negação é um universal linguístico presente em todas as línguas, cada uma das quais revelando formas particulares de manifestar o ato de negar, mental por natureza, humano por excelência. O objetivo deste trabalho é descrever o funcionamento linguístico-discursivo de uma das formas de negação em língua portuguesa, o NÃO pré-verbal, particularmente em Redações de Vestibular, com base no Funcionalismo linguístico de vertente norte-americana, em especial na abordagem sociocognitiva do processo de gramaticalização (GIVÓN, 1979, 1984,1990, 2012; TRAUGOTT, 1984; HOPPER, 1987; TRAUGOTT e HEINE, 1991; HEINE et alii, 1991). Comparamos as abordagens tradicional e funcionalista no tratamento dado ao advérbio de negação NÃO, tendo em vista a possibilidade de o NÃO pré-verbal, mais especificamente, constituir uma construção correlata negativa. Para tanto, descrevemos os usos da construção NÃO pré-verbal no gênero textual em questão, verificando as situações mais prototípicas e menos prototípicas desses usos, bem como formas recursivas e encapsuladas de tal construção. Constatamos, enfim, que o funcionamento linguístico-discursivo do NÃO pré-verbal pode apresentar uma trajetória sincrônica de gramaticalização em franca mudança, a partir de usos mais conectivos e modalizadores/argumentativos, tendo em vista a constituição de uma construção correlata negativa, mais particularmente em Artigos de opinião, escritos por candidatos ao Vestibular 2013, da Universidade Estadual da Paraíba.
Abstract: Negation is a linguistic universal event present in all languages; each one of them reveals particular forms of manifesting the act of denying, naturally mental, human in excellence. This work aims at describing the discursive-linguistic functioning of one of the negation forms in Portuguese, the pre-verbal NO, particularly in Vestibular entrance Essays, based on the linguistic Functionalism to American side, especially in the sociocognitiva approach of the grammaticalization process (GIVÓN, 1979, 1984,1990, 2012; TRAUGOTT, 1984; HOPPER, 1987; TRAUGOTT e HEINE, 1991; HEINE et alii, 1991). We compared the traditional and functionalist approaches concerning the negation adverb NO, taking into account the possibility of the pre-verbal NO, more specifically, constituting a correlated negative construction. Then, we described the uses of the construction of the pre-verbal NO in the textual genre in focus, verifying the most and least prototypical of such uses, as well as recursive and encapsulated forms of such construction. We concluded, finally, that the discursive-linguistic functioning of the pre-verbal NO could present a synchronic path of grammaticalization in frank change, considering more connective and modalizadores-argumentative uses, given the constitution of a correlated negative construction, specifically in opinion essays, written by candidates of the 2013 Vestibular, from Universidade Estadual da Paraíba.
La negación es un universal lingüístico presente en todas las lenguas, cada una de las cuales revela formas particulares de expresar el acto de negar, mental por naturaleza, humano por excelencia. El objetivo de este estudio es describir el funcionamiento lingüístico y discursivo de una de las formas de negación en la lengua portuguesa, el NO preverbal, sobre todo en las redacciones de selectividad basado en el funcionalismo lingüístico al lado americano, especialmente en la aproximación sociocognitiva del proceso de gramaticalización (GIVÓN, 1979, 1984,1990, 2012; TRAUGOTT, 1984; HOPPER, 1987; TRAUGOTT e HEINE, 1991; HEINE et alii, 1991). Comparamos los enfoques tradicional y funcionalista en el tratamiento dado al adverbio de negación NO, teniendo en vista la posibilidad del preverbal NO, más específicamente, constituir una correlación negativa construcción. Con este fin, describimos los usos de la construcción NO preverbal en el género en cuestión, comprobando las situaciones más prototípicas y menos prototípicas de estos usos, así como las formas recursivas y encapsuladas de tal construcción. Observamos, por último, que el funcionamiento lingüístico-discursivo del NO preverbal puede presentar una trayectoria sincrónica de gramaticalización en claro cambio, a partir de los usos más conectivos y modalizadores-argumentativa, con miras a la constitución de una correlación negativa construcción, más particularmente en Artículos de opinión escritos por los candidatos para la Selectividad 2013 de la Universidad Estadual da Paraíba.
Keywords: Gramaticalização. Advérbio de negação. Não pré-verbal.
Grammaticalization. Adverb of Negation. Pre-verbal NO.
Gramaticalización. Adverbio de Negación. Preverbal No.
metadata.dc.subject.cnpq: LINGUISTICA, LETRAS E ARTES::LINGUISTICA
metadata.dc.language: por
metadata.dc.publisher.country: Brasil
Publisher: Universidade Federal da Paraíba
metadata.dc.publisher.initials: UFPB
metadata.dc.publisher.department: Linguística e ensino
metadata.dc.publisher.program: Programa de Pós-Graduação em Linguística
Citation: ASSIS, Dalva Lobão. Expandindo os limites da gramática: a multifuncionalidade linguístico-discursiva da construção NÃO pré-verbal em Redações de Vestibular, 2016. 364 f. Tese (Doutorado em Linguística) - Universidade Federal da Paraíba, João Pessoa, 2016.
metadata.dc.rights: Acesso Aberto
URI: https://repositorio.ufpb.br/jspui/handle/tede/8577
Issue Date: 29-Feb-2016
Appears in Collections:Centro de Ciências Humanas, Letras e Artes (CCHLA) - Programa de Pós-Graduação em Linguística

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
arquivo total.pdf33,47 MBAdobe PDFThumbnail
View/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.