Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufpb.br/jspui/handle/tede/8744
metadata.dc.type: Tese
Title: Educação de pessoas idosas: um estudo de caso da Universidade da Maturidade no Tocantins
metadata.dc.creator: Pereira, Fabíola Andrade
metadata.dc.contributor.advisor1: Ireland, Timothy Denis
metadata.dc.description.resumo: O trabalho apresentado tenciona fazer uma investigação acerca da aprendizagem ao longo da vida, relacionada à terceira idade. O lócus de estudo é a Educação de Pessoas Jovens e Adultas (EPJA) enquanto campo teórico e prático, na qual buscamos compreender em que medida o fenômeno do envelhecimento tem sido considerado parte substantiva das discussões e ações que envolvem a EPJA. Partimos da premissa de que as diferentes experiências de aprendizagem do grupo supracitado têm assumido papel importante diante do fenômeno do envelhecimento e que este, por sua vez, constitui parte inerente das discussões que envolvem a aprendizagem ao longo da vida, pois ela busca propiciar uma educação sem limite de idade. Esta preocupação tem como pano de fundo também o reconhecimento de que passamos por um crescente aumento do número de idosos e, consequentemente, da expectativa de vida em todo o mundo, fato que tem acarretado, dentre outras questões, a expansão de estudos voltados ao tema e a execução de ações e práticas educativas destinadas a esse público nos mais diferentes tempos e espaços, a exemplo das próprias universidades que têm buscado se consolidar enquanto um ambiente que integra os processos de ensino, pesquisa e extensão por meio de programas e projetos. Nesse sentido, o ponto de partida para este estudo foi a experiência com idosos oriundos da Universidade da Maturidade do Tocantins (UMA). Buscamos discorrer sobre um sujeito que é ignorado em diferentes frentes (pelas políticas previdenciárias, sanitárias e educacionais). Um sujeito que não encontra no âmbito público e estatal um espaço para renovar e atualizar seus conhecimentos e que tem encontrado na experiência da Universidade um meio para se reinventar e se compreender enquanto ser inconcluso e, portanto, consciente de sua inconclusão. Metodologicamente nosso trabalho faz uma incursão pela pesquisa bibliográfica e, por vezes, explicativa. Por ter a UMA da UFT, no Tocantins como referência, a metodologia é inspirada no estudo de caso e faz uso da etnografia enquanto método de análise.
Abstract: The present study intends to investigate lifelong learning related to the third age. The locus of the study is youth and adult education (YAE) as a theoretical and practical field, in which we seek to understand to what extent the phenomenon of ageing has been considered a substantive part of discussions and actions which involve the field. We start from the premise that the different experiences of group learning mentioned above have assumed an important role in the face of the phenomenon of ageing and that this, in its turn, constitutes an inherent part of the discussions which involve lifelong learning since it seeks to offer education without age limits. This concern also has as its background the recognition that the number of elderly people is growing as is life expectancy worldwide, a fact which has raised, amongst other questions, the expansion of studies directed to the theme and the delivery of actions and educational practices destined to this public in the most diverse times and spaces, just like the very universities which have sought to consolidate their mission as an environment which integrates teaching, research and extension through projects and programmes. In that sense, the point of departure for this study was the experience with the elderly from the University of Maturity in Tocantins (UMA). We set out to discuss a subject who is ignored on different fronts (by welfare, sanitary and educational policies). A subject who is unable to find space in the public and state sphere to renew and update his knowledge, and who has encountered in the experience of the university a means of reinventing and reaching a new understanding of him/herself as an incomplete being and, therefore, conscious of his/her incompletion. Methodologically this study is based on bibliographic and, at times, explicative research. Taking the University of Maturity at the Federal University of Tocantins as its reference, the methodology has recourse to the case study and makes use of ethnography as a method of analysis.
Keywords: Educação Popular
Educação de Pessoas Jovens e Adultas
Educação e Aprendizagem ao longo da Vida
Envelhecimento
Universidade da Maturidade
Educação de Idosos
Popular Education
Adult and Youth Education
Lifelong learning and education
Ageing
University of Maturity
Education for the Elderly
metadata.dc.subject.cnpq: CIENCIAS HUMANAS::EDUCACAO
metadata.dc.language: por
metadata.dc.publisher.country: Brasil
Publisher: Universidade Federal da Paraíba
metadata.dc.publisher.initials: UFPB
metadata.dc.publisher.department: Educação
metadata.dc.publisher.program: Programa de Pós-Graduação em Educação
Citation: PEREIRA, Fabíola Andrade. Educação de pessoas idosas: um estudo de caso da Universidade da Maturidade no Tocantins, 2016. 219f. Tese (Doutorado em Educação) - Universidade Federal da Paraíba, João Pessoa, 2016.
metadata.dc.rights: Acesso Aberto
URI: https://repositorio.ufpb.br/jspui/handle/tede/8744
Issue Date: 3-Jun-2016
Appears in Collections:Centro de Educação (CE) - Programa de Pós-Graduação em Educação

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
arquivototal.pdfArquivo Total2,19 MBAdobe PDFThumbnail
View/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.