Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufpb.br/jspui/handle/tede/8745
metadata.dc.type: Tese
Title: Educação popular na graduação em medicina: aprendizados, desafios e possibilidades
Other Titles: Popular education degree in medicine: learning, opportunities and challenges
metadata.dc.creator: Morais, Maria do Socorro Trindade
metadata.dc.contributor.advisor1: Vasconcelos, Eymard Mourão
metadata.dc.description.resumo: A Educação Popular fala de um caminho político-pedagógico que requer o envolvimento e a corresponsabilização de todos os participantes para a construção, a apropriação e a multiplicação do conhecimento. Oferece um instrumental para o desenvolvimento de novas relações, através da ênfase no diálogo, da valorização do saber popular e na busca de inserção na dinâmica local, trazendo, portanto, um referencial específico de relação, bem como matizes pedagógicas apropriadas à formação em saúde. Este estudo objetiva analisar a incorporação da Educação Popular na graduação em Medicina da UFPB, com base na experiência de docentes e estudantes participantes do Módulo Horizontal Prático-Integrativo A1 (MHA1), visando identificar os aprendizados, as possibilidades e os desafios da experiência no contexto local. Trata-se de um estudo etnográfico, que utilizou a abordagem qualitativa, e o referencial teórico-metodológico do campo da formação em saúde. Além da observação participante e da consulta documental, foram realizadas 16 entrevistas semiestruturadas com docentes e discentes. A análise dos dados revelou que o Módulo tem se constituído como estratégia potente no favorecimento da formação de estudantes na perspectiva crítica, ética e emancipatória, que contribui, entre outros fatores, para o aprendizado do trabalho em grupo, a solução de problemas, além do desenvolvimento de habilidades comunicacionais, interpessoais e de dimensões como responsabilização, compromisso e vínculo entre estudantes, moradores e comunidade. A pesquisa também revelou limites no processo de incorporação da EP na graduação, a saber: embates teórico-político-pedagógicos entre docentes; baixa carga horária contratada de docentes, falta de identificação de docentes e estudantes com os valores políticos e filosóficos da EP, dinâmica institucional do trabalho docente, variações nas identidades acadêmicas dos docentes, tais aspectos repercutiam e influenciavam diretamente no debate teórico/epistemológico sobre os melhores caminhos de ensino orientados pela integralidade.
Abstract: The Popular Education speaks of a political-pedagogical path that requires the involvement and co-responsibility of all participants in the construction, ownership and multiplication of knowledge. It offers an instrumental for the development of new relationships through emphasis on dialogue, appreciation of popular knowledge and the search for insertion in local dynamics, bringing therefore a specific reference ratio and educational nuances appropriate to the health training. This study aims to analyze the merger of Popular Education in undergraduate medical UFPB, based on the experience of teachers and students participating in the Horizontal Module Practical-Integrative A1 (MHA1), to identify the lessons learned, the possibilities and the challenges of experience in context local. This is an ethnographic study, which used a qualitative approach, and the theoretical and methodological framework of the field of health education. In addition to participant observation and document research were conducted 16 semi-structured interviews with teachers and students. Data analysis revealed that the module has been established as a potent strategy in favor of training students in critical perspective, ethical and emancipatory, contributing, among other factors, to group work learning and the development of communication skills, interpersonal and dimensions such as accountability, commitment and connection between students and residents. The survey also revealed limits in the process of incorporation of EP graduation, namely: theoretical and political-pedagogical clashes between teachers; low workload contracted teachers, lack of identification of teachers and students with the political and philosophical values of EP and lack of theoretical debate about the best educational paths guided by integrity.
Keywords: Educação Popular
Graduação em Medicina
Formação em saúde
Aprendizado
Cuidado
Popular Education
Degree in Medicine
Training in health
Learning
Caution
metadata.dc.subject.cnpq: CIENCIAS HUMANAS::EDUCACAO
metadata.dc.language: por
metadata.dc.publisher.country: Brasil
Publisher: Universidade Federal da Paraíba
metadata.dc.publisher.initials: UFPB
metadata.dc.publisher.department: Educação
metadata.dc.publisher.program: Programa de Pós-Graduação em Educação
Citation: MORAIS, Maria do Socorro Trindade. Educação popular na graduação em medicina: aprendizados, desafios e possibilidades, 2016. 230f., Tese (Doutorado em Educação) - Universidade Federal da Paraíba, João Pessoa, 2016.
metadata.dc.rights: Acesso Aberto
URI: https://repositorio.ufpb.br/jspui/handle/tede/8745
Issue Date: 7-Jun-2016
Appears in Collections:Centro de Educação (CE) - Programa de Pós-Graduação em Educação

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
arquivototal.pdfArquivo Total1,22 MBAdobe PDFThumbnail
View/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.