Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufpb.br/jspui/handle/tede/8900
metadata.dc.type: Dissertação
Title: Gestos e fala nas narrativas infantis
metadata.dc.creator: Brandão, Soraya Maria Barros de Almeida
metadata.dc.contributor.advisor1: Faria, Evangelina Maria de Brito de
metadata.dc.description.resumo: Esta pesquisa tem como objetivo observar o percurso da aquisição oral em seus multissistemas no gênero histórias infantis, isto é, descrever como se dá a aquisição observando a oralidade em seus multissistemas: gestos e fala com o propósito de perceber a importância dos gestos na construção discursiva. Para isso, realizamos uma pesquisa longitudinal tendo como sujeitos 6 (seis) crianças da Educação Infantil, especificamente de 2 (dois) a 5 (cinco) anos de idade, sendo 4 (quatro) do sexo masculino e 2 (dois) do sexo feminino. A unidade selecionada para o estudo foi uma creche municipal localizada em município de Campina Grande-PB. Os dados foram coletados durante seis meses, de 13 de março de 2013 a 23 de agosto de 2013, especificamente, uma vez por semana, a partir de registros escritos pela pesquisadora, bem como por gravações em câmera de vídeo. Foram 55 sessões de filmagens, correspondendo uma média de 2h 2 min 53s horas, considerando que cada criança contou mais de uma história. Para efeito de análise, só consideramos a história de Chapeuzinho Vermelho, uma vez que as crianças, em sua maioria, mostraram mais interesse por essa. Assim, as sessões que compõem o corpus da pesquisa são em número de 12, totalizando 24 min 04s. Para efeito de investigação, analisamos os multissistemas nas produções de narrativas orais das crianças em situações de reconto de histórias. No tratamento dos dados contemplamos o desenvolvimento do discurso narrativo da criança considerando os elementos discursivos e gestuais presentes nesse discurso. Em nossa trajetória teórica, abordamos estudos que envolvem a aquisição da linguagem, considerando como pano de fundo para a pesquisa as bases sociointerativas, tendo como suporte Tomasello (2003), Bruner (1983,1997), Vygotsky (1991,2005), Cavalcante (1994, 1999, 2003, 2010), Faria (2002, 2004), Del Ré (2006), Del Ré, Paula e Mendonça (2014a, 2014b), dentre outros. Somada a isso, realizamos um estudo sobre os multissistemas da oralidade: gestos e fala com base em McNeill (1974, 1985, 1992, 2000) e Kendon (1981, 2000). Estudos sobre as narrativas infantis também foram abordados nesta pesquisa com base em Perroni (1992) François (1996, 2009) e Bruner (1997, 1998, 2001). Partimos da hipótese que a construção do discurso narrativo pelas crianças pequenas se dá pela interação com o outro, tendo os gestos como elementos intrínsecos do processo narrativo. Nessa perspectiva, os gestos integram o linguístico auxiliando na construção da narrativa, tendo assim um papel crucial na estruturação do discurso oral, o que foi constatado em nossos dados. Os resultados apontaram, em todas as cenas, que independentemente de ter uma proficiência linguística, as crianças possuem competência narrativa. Uma competência que vai desde o enunciado holofrástico à autonomia narrativa, num movimento que entrelaça vozes e gestos formando um todo discursivo. Assim, a criança, desde pequena, aqui evidenciado a partir de dois anos, dois meses e dezoito dias (2;2.18), já constitui-se enquanto narradora, uma vez que apoiando-se em elementos multimodais e sob a tutela da pesquisadora, consegue tecer o fio narrativo, num movimento discursivo que mistura gestos e fala.
Abstract: The present study aims to observe the course of oral language acquisition in its multi-system in children's stories genre, that is, to describe how the acquisition has come about observing the orality in its multi-system: gestures and speech in order to realize the importance of gestures in the discursive construction. For this, we have conducted a longitudinal research having as subject 6 (six) children from early childhood education, from 2 (two) to 5 (five) years old, in which 4 (four) of them male and 2 (two) female. A municipal day care center located in the city of Campina Grande-PB was the place selected for the study. Data were collected during six months, from the thirteenth of March, 2013 to the Twenty-third of August, 2013, precisely once a week, from records written by the researcher, as well as recordings in the camcorder. There were 55 filming sessions, representing an average of 2h 2min 53s hours, considering that each child tell more than one story. For analytical purposes, only the story of Little Red Riding Hood was considered, since children, mostly, showed more interest in this story. Thus, the sessions that built up this research corpus are in number of 12, totaling 24 min 04s. For research purpose, we analyze the multi-system in children's oral narratives productions in retelling stories situations. In data processing, we contemplate the development of the child's narrative discourse considering the discursive and gestural elements present in the speech. We have approached studies involving language acquisition in our theoretical trajectory, considering as background for this research the socio-interactive bases, supported by Tomasello (2003), Bruner (1983, 1997), Vygotsky (1991, 2005) Cavalcante (1994, 1999, 2003, 2010), Faria (2002, 2004), Del Ré (2006), Del Ré, Paula e Mendonça (2014a, 2014b), among others. In addition, we have conducted a study on orality multi-system: gestures and speech based on McNeill (1974, 1985, 1992, 2000) and Kendon (1981, 2000). Studies on children's narratives were also addressed in this research based on Perroni (1992), François (1996, 2009) and Bruner (1997, 1998, 2001). We have assumed that construction of narrative discourse by young children is by interaction with others, with gestures as intrinsic elements in the narrative process. From this perspective, the gestures compose the linguistic assisting in the narrative construction, thus having a crucial role in structuring oral speech, which was observed in our data. The results point that in every scene, having or not a language proficiency, children have narrative competence. A competence that goes from the holophrastic statement to the narrative autonomy, in a movement that interweaves voices and gestures forming a whole discourse. Thus, the child, since childhood, here shown from two years, two months and eighteen days (2;2:18), already constituted as narrator, since relying on multimodal elements and under the supervision of the researcher can weave the narrative thread, in a discursive movement that mixes gestures and speech.
Keywords: Aquisição da linguagem
Multissistemas da oralidade
Fala
Gestos
Narrativas infantis
Language acquisition
Orality multi-system
Speech
Children's narratives
Gestures
metadata.dc.subject.cnpq: LINGUISTICA, LETRAS E ARTES::LINGUISTICA
metadata.dc.language: por
metadata.dc.publisher.country: Brasil
Publisher: Universidade Federal da Paraíba
metadata.dc.publisher.initials: UFPB
metadata.dc.publisher.department: Linguística e ensino
metadata.dc.publisher.program: Programa de Pós-Graduação em Linguística
Citation: BRANDÃO, Soraya Maria Barros de Almeida. Gestos e fala nas narrativas infantis. 2015. 209 f. Dissertação, (Doutorado em Linguística) - Universidade Federal da Paraíba, João Pessoa, 2015.
metadata.dc.rights: Acesso Aberto
URI: https://repositorio.ufpb.br/jspui/handle/tede/8900
Issue Date: 14-Aug-2015
Appears in Collections:Centro de Ciências Humanas, Letras e Artes (CCHLA) - Programa de Pós-Graduação em Linguística

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
arquivototal.pdf4,92 MBAdobe PDFThumbnail
View/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.