Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufpb.br/jspui/handle/tede/9067
metadata.dc.type: Dissertação
Title: Avaliação da qualidade de vida de pacientes enteroparasitados por meio de um instrumento genérico (SF- 36)
metadata.dc.creator: Cavalcante, Ulanna Maria Bastos
metadata.dc.contributor.advisor1: Lima, Caliandra Maria Bezerra Luna
metadata.dc.contributor.advisor2: Coêlho, Hemílio Fernandes Campos
metadata.dc.description.resumo: A Qualidade de Vida (QV) passou a ser entendida como qualidade de vida subjetiva ou qualidade de vida percebida pelas pessoas, influenciada em sua maioria pela Organização Mundial da Saúde (OMS), que declara que a saúde não se restringe à ausência de doença, mas engloba a percepção individual de um completo bem-estar físico, mental e social. Com isso, o conceito de QV tem sido descrito como algo dinâmico, multidimensional e a forma como é percebida é diferente para todas as pessoas. Assim, o parasitismo intestinal influencia na QV, pois constitui-se num grave problema de saúde pública e contribui para problemas econômicos, sociais e médicos, sobretudo nos países em desenvolvimento, sendo um dos principais fatores debilitantes da população. O objetivo deste estudo foi avaliar a qualidade de vida de pacientes com enteroparasitoses atendidos em um Serviço Público de João Pessoa. Trata-se de um estudo observacional com delineamento transversal e análise descritiva, realizado com uma amostra de 135 pacientes atendidos no Laboratório de Análises Clínicas do Hospital Universitário Lauro Wanderley, no município de João Pessoa - PB. Foi utilizado o modelo estatístico de regressão logística para explicar quais variáveis categóricas tornam-se relevantes para a ocorrência de enteroparasitoses e subsidiar a tomada de decisão. A amostra apresentou 94 (69,6%) mulheres e 41 (30,4%) homens, 73 (54%) pardos/morenos com idade acima de 54 anos 50 (37%). A espécie de parasito mais frequente foi a Ascaris lumbricoides (28,75%), seguido de Giardia lamblia (25,0%), Endolimax nana (18,75%) e Entamoeba coli (12,5%). Nas análises das variáveis relacionadas ao instrumento SF-36, que avalia a QV, observou-se que os domínios estado geral de saúde e aspectos físicos apresentaram menores médias, sendo os mais afetados na opinião dos pacientes, com médias de 46,77 e 48,76, respectivamente. Foram ajustados dois modelos de regressão logística. Na seleção do primeiro modelo a variável resposta era parasitado e não-parasitado, as variáveis que apresentaram significância estatística (α= 10%) foram: tipo de animal, estado civil, constipação, domínio capacidade funcional, domínio dor, domínio saúde mental, vômitos e cólica abdominal. No segundo modelo, apenas com os pacientes positivos, a variável resposta era presença ou ausência de parasito patogênico. As variáveis com significância foram: diminuição do trabalho/atividades, comorbidade, cólica abdominal, atividades moderadas, domínio aspecto físico, vômitos, saneamento básico e tipo de animal. O modelo de regressão logística desenvolvido mostrou que os modelos selecionados podem ser utilizados como referência para avaliar a qualidade de vida dos pacientes enteroparasitados e identificar os domínios do questionário SF-36 que afetam a qualidade de vida desses indivíduos. Identificou-se alguns fatores de risco para a enteroparasitose, que podem ser prevenidos ou controlados por meio do planejamento de ações voltadas para a prevenção e controle das parasitoses intestinais.
Abstract: The Quality of Life (QOL) has become understood as subjective quality of life or quality of life perceived by the people, influenced mostly by the World Health Organization (WHO) states that health is not restricted to the absence of disease, but encompasses the individual perception of a complete physical, mental and social well-being. Thus, the concept of QOL has been described as something dynamic, multidimensional and how it is perceived is different for everyone. Thus, the intestinal parasitism influence on QoL, as it constitutes a serious public health problem and contributes to economic, social, and health, especially in developing countries, one of the main factors debilitating the population. The objective of this study was to evaluate the quality of life of patients with intestinal parasites treated at a Joao Pessoa Public Service. This is an observational cross-sectional study and descriptive analysis, conducted with a sample of 135 patients treated at the Clinical Laboratory of the University Hospital Lauro Wanderley, in the city of João Pessoa - PB. The statistical method of logistic regression was used to explain what categorical variables become relevant for intestinal parasites and to support decision making. The sample showed 94 (69.6%) women and 41 (30.4%) men, 73 (54%) brown / brown over the age of 54 50 (37%). The most common species of parasite was Ascaris lumbricoides (28.75%), followed by Giardia lamblia (25.0%), Endolimax nana (18.75%) and Entamoeba coli (12.5%). The analysis of variables related to the SF-36 instrument, which assesses QoL, it was observed that the domains general health and physical aspects had lower averages, being the most affected in the opinion of patients, with an average of 46.77 and 48 , 76, respectively. In the selection of the first model the dependent variable is parasitic and non-parasitized, the variables that showed statistical significance (α = 10%) were type of animal, marital status, constipation, functional capacity domain, domain pain, mental health domain, vomiting and abdominal cramping. In the second model, only positive patients, the response variable was the presence or absence of pathogenic parasite. The significant variables were: decreased work / activities, comorbidity, abdominal colic, moderate activities, physical aspect domain, vomiting, sanitation and animal type. The logistic regression model developed showed that the selected models can be used as a reference for assessing the quality of life of patients and enteroparasitados identify the domains of the SF-36 questionnaire that affect the quality of life of these individuals. It was identified some risk factors for parasitic infections that can be prevented or controlled through planning actions aimed at the prevention and control of intestinal parasites.
Keywords: Doenças parasitárias
Qualidade de vida
Regressão logística
Saneamento básico
Basic sanitation
Quality of life
Parasitic diseases
Regression analysis
metadata.dc.subject.cnpq: CIENCIAS DA SAUDE::SAUDE COLETIVA
metadata.dc.language: por
metadata.dc.publisher.country: Brasil
Publisher: Universidade Federal da Paraíba
metadata.dc.publisher.initials: UFPB
metadata.dc.publisher.department: Ciências Exatas e da Saúde
metadata.dc.publisher.program: Programa de Pós-Graduação em Modelos de Decisão e Saúde
Citation: CAVALCANTE, Ulanna Maria Bastos. Avaliação da qualidade de vida de pacientes enteroparasitados por meio de um instrumento genérico (SF- 36). 2015. 69 f. Dissertação (Mestrado em Modelos de Decisão e Saúde) - Universidade Federal da Paraíba, João Pessoa, 2015.
metadata.dc.rights: Acesso aberto
URI: https://repositorio.ufpb.br/jspui/handle/tede/9067
Issue Date: 18-Dec-2015
Appears in Collections:Centro de Ciências Exatas e da Natureza (CCEN) - Programa de Pós-Graduação em Modelos de Decisão e Saúde

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
arquivototal.pdfArquivo Total1,88 MBAdobe PDFThumbnail
View/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.