Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufpb.br/jspui/handle/tede/9117
metadata.dc.type: Dissertação
Title: Explicando a civilidade: contribuições das prioridades valorativas e do priming valorativo
metadata.dc.creator: Souza, Roosevelt Vilar lobo de
metadata.dc.contributor.advisor1: Gouveia, Valdiney Veloso
metadata.dc.description.resumo: O priming de valores humanos é estudado de maneira insuficiente na literatura, sendo demandados esforços que busquem comprovar a sua eficácia na mudança de comportamentos. Na presente dissertação, adotando-se a Teoria funcionalista dos valores humanos, buscou-se contribuir com a literatura a respeito desta relação. Deste modo, foram desenvolvidos quatro estudos com os objetivos de elaborar uma medida confiável de civilidade, identificar os correlatos valorativos deste construto e avaliar o efeito do priming de valores neste comportamento. O primeiro estudo buscou desenvolver uma escala de autorrelato de civilidade, tendo contado com a participação de 510 estudantes universitários (M = 22,2; DP = 6,39; 56,2% mulheres). Por meio de uma análise fatorial exploratória (método PAF), este estudo apresentou uma medida com estrutura trifatorial, tendo apresentado índices de consistência interna satisfatórios (α > 0,80). O segundo estudo buscou avaliar os correlatos valorativos da civilidade, utilizando-se a escala elaborada no Estudo 1, e testou-se a predição do priming de valores neste construto, tendo sido utilizada uma amostra de 184 universitários (M = 24,7; DP = 7,03; 51,1% mulheres). Os resultados apresentaram correlações significativas entre as subfunções com tipo de orientação central e pessoal com a escala de civilidade. No entanto, os resultados não apresentaram efeito significativo do priming de valores neste construto. O terceiro estudo teve os mesmos objetivos do Estudo 2, entretanto utilizou-se como variável dependente uma medida implícita de civilidade, buscando reduzir o viés inerente às medidas de autorrelato. Para isso, contou-se com uma amostra de 65 universitários (M = 20,5; DP = 2,49; 73,8% mulheres). Os achados deste estudo apresentaram resultados significativos apenas para a correlação entre a subfunção normativa e a medida implícita de civilidade. Além disso, encontrou-se também uma relação marginalmente significativa entre a subfunção suprapessoal e a medida citada (p = 0,08). No que diz respeito à influência do priming de valores na medida implícita de civilidade, não houveram efeitos significativos. O quarto estudo foi a última tentativa da presente dissertação para confirmar os correlatos valorativos da civilidade e avaliar o efeito de diferentes tipos de priming neste construto. Para tal, contou-se com a participação de 61 universitários (M = 22,5; DP = 4,72; 57,4 % mulheres). Os resultados indicaram correlações significativas apenas entre o comportamento de civilidade e a subfunção suprapessoal. Já em relação ao priming de valores, novamente não obteve-se qualquer resultado significativo. Diante do exposto, os resultados previamente reportados indicaram que há um relacionamento evidente entre os valores e o comportamento de civilidade. No entanto, os achados em relação à influência do priming de valores na civilidade não apoiaram as evidências que outros estudos presentes na literatura apresentaram. Estes achados indicam que a técnica de priming utilizada não foi eficaz para ativar os conteúdos valorativos que pudessem provocar efeitos no comportamento. Talvez pelo caráter abstrato pertinente ao construto estimulado, seja necessário estimulações mais complexas e envolvendo maior esforço, tal como os estudos presentes na literatura que encontraram efeitos significativos.
Abstract: The priming of human values is studied insufficiently in the literature, defendant efforts that seek to prove their effectiveness in changing behavior. In this dissertation, adopting the functionalist theory of human values, we sought to contribute to the literature on this relationship. Thus were prepared four studies aiming to develop a reliable measure of civility, identify related evaluative this construct and evaluate the effect of priming values in this behavior. The first study aimed to develop a self-report scale of civility, and counted with the participation of 510 university students (M = 22.2, SD = 6.39; 56.2% female). Through an exploratory factor analysis (PAF method), this study showed a measure with three-factor structure, presenting satisfactory internal consistency indices (α > .80). The second study evaluated the evaluative correlates of civility, using the scale developed in Study 1, and tested the prediction of priming values in this construct and was used a sample of 184 university students (M = 24.7, SD = 7.03; 51.1% female). As a result, significant correlations were found between the sub-functions with type of central and personal guidance with the civility scale. However, the results showed no significant effect of priming values in this construct. The third study had the same objectives of the study two, however it was used as output variable an implicit measure of civility, seeking to reduce the bias inherent in the self-report measures. He was assisted with a sample of 65 university students (M = 20.5, SD = 2.49; 73.8% women). The results of this study showed significant results only for the correlation between the normative Sub and the implicit measure of civility. In addition, also met marginally significant relationship between supra Sub and measurement (p = 0.08). Concerning the influence of the priming on the implicit measurement values of civilization, there were no significant effects. The fourth and final study was the last attempt of this dissertation to confirm evaluative correlates of civility and evaluate the effect of different types of priming in this construct. To this end, counted with the participation of 61 university students (M = 22.5, SD = 4.72; 57.4% female). The results indicated significant correlations only between civility behavior and the supra Sub. In relation to priming values, again not yielded any significant results. Given the above, the results previously reported indicated that there is a clear relationship between the values and the civility behavior. However, the findings regarding the influence of priming values civility did not support the evidence that others present studies in the literature presented. These findings indicate that priming technique used was not effective to activate the evaluative content that could cause effects on behavior. Maybe by the relevant abstract character to construct stimulated, need more complex stimuli and involving greater effort, as the studies in the literature that found significant effects.
Keywords: Civilidade
Priming
Valores humanos
Comportamentos pró-sociais
Psicologia positiva
Civility
Priming
Human values
Prosocial behavior
positive psychology
metadata.dc.subject.cnpq: CIENCIAS HUMANAS::PSICOLOGIA
metadata.dc.language: por
metadata.dc.publisher.country: Brasil
Publisher: Universidade Federal da Paraíba
metadata.dc.publisher.initials: UFPB
metadata.dc.publisher.department: Psicologia Social
metadata.dc.publisher.program: Programa de Pós-Graduação em Psicologia Social
Citation: SOUZA, Roosevelt Vilar Lobo de. Explicando a civilidade: contribuições das prioridades valorativas e do priming valorativo. 2015. 162 f. Dissertação (Mestrado em Psicologia Social) - Universidade Federal da Paraíba, João Pessoa, 2015.
metadata.dc.rights: Acesso Aberto
URI: https://repositorio.ufpb.br/jspui/handle/tede/9117
Issue Date: 23-Feb-2015
Appears in Collections:Centro de Ciências Humanas, Letras e Artes (CCHLA) - Programa de Pós-Graduação em Psicologia Social

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
arquivototal.pdf1,52 MBAdobe PDFThumbnail
View/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.