Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufpb.br/jspui/handle/tede/9202
metadata.dc.type: Tese
Title: O par pergunta-resposta como estratégia de articulação tópica: uma análise funcional
metadata.dc.creator: Santos, José Carlos Lima dos
metadata.dc.contributor.advisor1: Silva, Camilo Rosa da
metadata.dc.contributor.advisor-co1: Freitag, Raquel Meister Ko
metadata.dc.description.resumo: Esta tese tem por escopo investigar o par pergunta-resposta como estratégias de articulação de tópicos sob a perspectiva do funcionalismo linguístico, mais precisamente o norte-americano, que concebe as formas da língua a partir das necessidades comunicativas dos interlocutores (VUCHINICH, 1977; GIVÓN, 1979, 1983, 1992, 1995, 2001, 2002; RODRÍGUEZ (1988); MANN e THOMPSON, 1988; HERRING, 1991; SORJONEN, 2001; MARTELOTTA, 1996; ARAÚJO e FREITAG, 2010; SANTOS, 2011; FREITAG, 2010, 2012; TAVARES, 2012; SANTOS e SILVA, 2015, entre outros). Para tanto, toma-se como ponto de partida o continuum de gramaticalização: pergunta plena (PP) > pergunta semirretórica (PSR)> pergunta retórica (PR). A PP é formulada para ser respondida; a PSR é elaborada e respondida pelo falante; e a PR é formulada para não ser respondida. A origem desse continuum é a PP, que é considerada o exemplo mais prototípico da categoria pergunta por possuir dois traços característicos: [+ entonação ascendente] e [+resposta]. O critério adotado, na elaboração do continuum, é o traço [+ resposta], que está presente nas PPs, é redirecionado para o próprio falante nas PSRs, e é situado contextualmente nas PRs. Assume-se a hipótese de que o par P-R funciona como conector, em um nível mais alto, de porções textuais/discursivas por meio de relações fóricas e pressuposicionais. Essa conexão é realizada pelo processamento dos tópicos discursivos codificados nas perguntas e nas respostas. Os dados utilizados, nesta pesquisa, fazem parte de duas amostras: i) Dados de fala de estudantes do Atheneu Sergipense, que diz respeito a uma coleta de dados realizada em uma escola pública de Aracaju; e ii) Rede Social de Informantes Universitários, que se refere à coleta realizada no campus Prof. Alberto Carvalho, da UFS, em Itabaiana-SE, os quais integram o banco de dados Falares Sergipanos, coordenadoProf. Dra. Raquel Meister Ko Freitag. O procedimento metodológico adotado, nesta pesquisa, é o de cunho qualitativo. Primeiro, realiza-se um levantamento dos contextos interrogativos, tendo por finalidade depreender os tópicos codificados no par P-R. Em seguida, procede-se à análise e à descrição das relações tópicas no texto/discurso, a fim de captar as estratégias de articulação que se estabelecem por meio das relações fóricas e pressuposicionais. Para complementar a análise, utilizam-se dados estatísticos para ampliar o escopo de entendimento do fenômeno estudado. Os resultados indicam que o par P-R funciona como estratégias de articulação taxtual-discursiva, já que os tópicos codificados nas perguntas são retomados nas respostas, formando o que Vuchinich (1977) denomina de unidade relacional. As PPs, por serem mais prototípicas, atuam no nível textual por meio da relação pergunta<>resposta; as PSRs são responsáveis por organizar o discurso do locutor, em um movimento de retomada e de projeção de porções do texto e do discurso; eas PRsfuncionam como estratégias de busca de aprovação do ouvinte para o que está sendo dito por apresentar alto grau de pressuposicionalidade.
Abstract: This thesis is scope to investigate the question-answer pair as topics articulation strategies from the perspective of Linguistic Functionalism, more precisely the North-American, which conceives the forms of language from the communication needs of the interlocutors (VUCHINICH, 1977; GIVÓN 1979 1983, 1995, 2001, 2002; RODRÍGUEZ, 1988; MANN e THOMPSON, 1988; HERRING, 1991; SORJONEN, 2001; MARTELOTTA, 1996; SAN-TOS, 2011; ARAÚJO e FREITAG, 2010; FREITAG, 2010, 2012; TAVARES, 2012; SAN-TOS e SILVA, 2015, among others). Therefore, it is taken as starting point the grammaticali-zation continuum: full question (PP) > semiretorical question (PSR) > rhetorical question (PR). The PP is formulated to be answered; the PSR is drawn up and answered by the speak-er; and the PR is asked not to be answered. The origin of this continuum is the PP, which is considered the most prototypical example of the question category why have two characteris-tic traces: [+ rising intonation] and [+ response]. The criteria adopted in the elaboration of continuum is the trace [+response], which is present in PPs, it redirected to the speaker him-self in PSRs and it is situated contextually in PRs. It is assumed the hypothesis that the P-R pair functions as connector in a higher level of textual /discursive portions, through of phoric and presuppositional relations. This connection is accomplished by processing of the discur-sive topics coded in questions and in answers. The data used in this research are part of two samples: i) Dados de fala de estudantes do Atheneu Sergipense, with respect to a data col-lection in a public school of Aracaju - SE; and ii) Rede Social de Informantes Universi-tários, which refers to the data collection held at Alberto Carvalho university campus, of the UFS, in Itabaina-SE, which integrate the database Falares Sergipanos, coordinated by Prof. Dra. Raquel Meister Ko Freitag. The methodological procedure adoptedin this research is of qualitative nature. First, it is held a survey of interrogative contexts with the purpose to infer the topics encoded in the P-R pair. Then it is accomplished the analysis and the description of the topical relations in the text/discourse, in order to capture the articulation strategies that are established by means of anaphoric, cataphoric and presuppositional relations. To complement the analysis, statistical data are used to enlarge the scope of understanding of the phenomenon studied. The results indicate that the P-R pair functions as strategies of topics articulation since the topics encoded in the questions are resumed in the responses, forming what Vuchinich (1977) calls relational unit. The PPs, to be more prototypical, act at textual level through the relationship question<> response; the PSRs are responsible for organizing the speaker's discourse, in a movement of resumption and projection of portions of the text and discourse; and the PRs which serve as search strategies of the listener's approval for what is being said for presenting a high degree of presupposition.
Keywords: Par pergunta-resposta
Articulador discursivo
Tópico discursivo
Funcionalismo linguístico
Question-answer pair
Discursive articulator
Discursive topic
Linguistic functionalism
metadata.dc.subject.cnpq: LINGUISTICA, LETRAS E ARTES::LINGUISTICA
metadata.dc.language: por
metadata.dc.publisher.country: Brasil
Publisher: Universidade Federal da Paraíba
metadata.dc.publisher.initials: UFPB
metadata.dc.publisher.department: Linguística e ensino
metadata.dc.publisher.program: Programa de Pós-Graduação em Linguística
Citation: SANTOS, José Carlos Lima dos.O par pergunta-resposta como estratégia de articulação tópica: uma análise funcional. 2017. 202 f. Tese (Doutorado em Linguística) - Universidade Federal da Paraíba, João Pessoa, 2017.
metadata.dc.rights: Acesso aberto
URI: https://repositorio.ufpb.br/jspui/handle/tede/9202
Issue Date: 23-Mar-2017
Appears in Collections:Centro de Ciências Humanas, Letras e Artes (CCHLA) - Programa de Pós-Graduação em Linguística

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
arquivototal.pdfArquivo Total3,08 MBAdobe PDFThumbnail
View/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.