Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufpb.br/jspui/handle/tede/9373
metadata.dc.type: Tese
Title: Comunalidade na liquidez: características, determinantes e implicações no mercado acionário brasileiro
metadata.dc.creator: Silva Júnior, Claúdio Pilar da
metadata.dc.contributor.advisor1: Machado, Márcio André Veras
metadata.dc.description.resumo: Esta tese teve por objetivo analisar as características, determinantes e implicações da comunalidade na liquidez para o mercado acionário brasileiro. A amostra analisada foi constituída por, em média, 130 ações por ano, das empresas listadas na Bolsa de Valores de São Paulo – BM&FBOVESPA, no período de janeiro de 2007 a dezembro de 2015. Inicialmente, buscou-se investigar a existência da comunalidade na liquidez no mercado acionário brasileiro e identificar as características econômico-financeiras das empresas que compuseram a amostra. Com a utilização do volume financeiro como medida de liquidez acionária, verificou-se que a comunalidade é um fenômeno presente no mercado acionário brasileiro e que os seus maiores valores se concentraram nos períodos das crises financeiras internacionais. Adicionalmente, verificou-se a existência de um efeito tamanho sobre a comunalidade, ou seja, à medida que aumenta o tamanho da empresa, observa-se maior comunalidade na liquidez. Em seguida, buscou-se analisar os determinantes da comunalidade na liquidez com base nas explicações do lado da oferta. Verificou-se que a comunalidade passada exerce uma influência positiva sobre a comunalidade contemporânea. Ademais, a influência negativa do retorno de mercado e a influência positiva da volatilidade de mercado sobre a comunalidade na liquidez demonstraram que a comunalidade poderá ser maior em períodos de crise em virtude da restrição de capital, no entanto, constatou-se que as crises financeiras internacionais e a perda do grau de investimento do Brasil não foram significativas na explicação da comunalidade. Adicionalmente, buscou-se verificar a influência do investidor estrangeiro sobre a comunalidade com a utilização de cinco variáveis. Os resultados demonstraram que a participação do investidor estrangeiro, mensurada pelas compras estrangeiras (CE) e pela participação estrangeira em bolsa (PECB), é significativa para a diminuição da comunalidade na liquidez e que a saída dos recursos estrangeiros influencia diretamente no aumento da comunalidade. Por fim, com a utilização de carteiras, buscou-se verificar se os investidores foram compensados por lidarem com a comunalidade. Observou-se um prêmio de 0,33% ao mês para a comunalidade na liquidez, no entanto, não significativo estatisticamente. Quanto aos fatores de risco analisados, observou-se um prêmio de mercado de 0,3% ao mês, não significativo. Em relação ao fator tamanho e ao fator B/M, os resultados obtidos descaracterizam o efeito tamanho e o efeito valor no mercado acionário brasileiro, uma vez que se verificou um prêmio negativo para os fatores de risco de -0,005% e -2,516% ao mês, respectivamente. Quanto ao fator momento, obteve-se um prêmio mensal de 1,24%, significativo ao nível de 5%. Já o fator liquidez apresentou um prêmio positivo, porém não significativo estatisticamente. Adicionalmente, verificou-se que, ao expor o prêmio para a comunalidade aos demais fatores de risco, o fator de risco de mercado conseguiu parcialmente capturá-lo. Por fim, constatou-se que a comunalidade na liquidez constitui um fator de risco precificável.
Abstract: This thesis aimed at analyzing the characteristics, determinants and implications of communality in liquidity for the Brazilian stock market. The analyzed sample consisted of, on average, 130 shares per year, of the companies listed on the São Paulo Stock Exchange - BM&FBOVESPA, from January 2007 to December 2015. Initially, it was sought to investigate the existence of commonality in Liquidity in the Brazilian stock market and to identify the economic-financial characteristics of the companies that made up the sample. With the use of financial volume as a measure of share liquidity, it was verified that commonality is a phenomenon present in the Brazilian stock market and that its highest values were concentrated in periods of international financial crises. In addition, it was verified the existence of a size effect on the commonality, that is, as the size of the company increases, a greater commonality in the liquidity is observed. Next, it was sought to analyze the determinants of commonality in liquidity, based on explanations on the supply side. It has been found that past commonality exerts a positive influence on the concomitant commonality. In addition, the negative influence of the market return and the positive influence of market volatility on the commonality in liquidity, showed that the commonality may be greater in periods of crisis due to capital restriction, however, it was verified that crises and the loss of Brazil's investment grade were not significant in explaining the commonality. In addition, it was sought to verify the influence of the foreign investor on the commonality with the use of five variables. The results showed that the participation of the foreign investor, measured by foreign purchases (CE) and foreign exchange participation (PECB), is significant to reduce the commonality in liquidity and that the output of foreign resources influences directly the increase of commonality. Finally, with the use of portfolios, it was sought to verify if the investors were compensated for dealing with the commonality. A premium of 0.33% per month for liquidity commonality was observed, however, not statistically significant. Regarding the risk factors analyzed, there was a market premium of 0.3% per month, but not significant. In relation to the size factor and the B/M factor, the results obtained disqualify the effect size and the effect value in the Brazilian stock market, since there was a negative premium for the risk factors of 0.005% and 2.516% per month, respectively. As for the moment factor, a monthly premium of 1.24% was obtained, significant at the 5% level. The liquidity factor presented a positive premium, but not statistically significant. Additionally, it was verified that when exposing the premium for commonality to the other risk factors, the market risk factor can capture it. Finally, it was found that commonality in liquidity is a priceless risk factor.
Keywords: Comunalidade
Liquidez
Investidor estrangeiro
Asset Pricing Models
Anomalies
Investment
metadata.dc.subject.cnpq: CIENCIAS SOCIAIS APLICADAS::ADMINISTRACAO
metadata.dc.language: por
metadata.dc.publisher.country: Brasil
Publisher: Universidade Federal da Paraíba
metadata.dc.publisher.initials: UFPB
metadata.dc.publisher.department: Administração
metadata.dc.publisher.program: Programa de Pós-Graduação em Administração
Citation: SILVA JÚNIOR, Claúdio Pilar da. Comunalidade na liquidez: características, determinantes e implicações no mercado acionário brasileiro. 2017. 126 f. Tese (Doutorado em Administração)- Universidade Federal da Paraíba, João pessoa, 2017.
metadata.dc.rights: Acesso Aberto
URI: https://repositorio.ufpb.br/jspui/handle/tede/9373
Issue Date: 17-Feb-2017
Appears in Collections:Centro de Ciências Sociais e Aplicadas (CCSA) - Programa de Pós-Graduação em Administração

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
arquivototal.pdf2,26 MBAdobe PDFThumbnail
View/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.