Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufpb.br/jspui/handle/tede/9384
metadata.dc.type: Dissertação
Title: Educação para sustentabilidade em administração: uma análise das concepções de estudantes da UFPB
metadata.dc.creator: Farias, Luciana Cabral
metadata.dc.contributor.advisor1: Coe', Ana Lúcia de Araújo Lima
metadata.dc.description.resumo: O discurso da sustentabilidade tem se intensificado ao longo das últimas décadas, trazendo à tona uma série de inquietações relevantes ao debate sobre questões a ela relacionadas. Apesar da importância de se fomentar esse debate no campo das ideias, essa mesma intensidade não tem se refletido no âmbito das ações. A educação para sustentabilidade surge, diante desse contexto, como uma maneira de operacionalizar essa transposição do discurso para a prática e ressalta o quão relevante é o papel da educação na construção de uma sociedade sustentável, consciente da importância que as ações de hoje têm para o futuro. Espera-se, pois, que a educação superior assuma o papel de liderança no discurso sobre negócios e sustentabilidade, formando gestores que estejam preparados para atender às exigências do mundo do trabalho e que sejam capazes de pensar e praticar ações direcionadas ao alcance de um negócio sustentável – entendido a partir de uma perspectiva que transcenda as questões econômicas que o envolvem – e contribuir, consequentemente, para a construção de um mundo sustentável. Diante desse contexto, esta pesquisa teve por objetivo analisar as concepções de sustentabilidade dos estudantes do curso de Administração da Universidade Federal da Paraíba (UFPB) ao longo da sua formação. Em termos metodológicos, este trabalho realizou uma pesquisa fenomenográfica. Essa escolha considerou o fato de a fenomenografia ser uma abordagem de pesquisa qualitativa e descritiva cujo objetivo é investigar empiricamente como as pessoas experienciam, compreendem e atribuem significado a um fenômeno no mundo em torno deles, neste caso, a sustentabilidade. Além disso, sua aplicação na UFPB levou em conta a relevância de se estudar educação para a sustentabilidade em um campus universitário inserido em um ambiente de Mata Atlântica. Foram identificadas três concepções de sustentabilidade dos estudantes de administração ao longo do curso: „oportunidade‟, „recursos‟ e „senso de coletividade‟, da mais superficial à mais profunda, respectivamente. A pesquisa revelou que a maior parte dos estudantes entrevistados concebe sustentabilidade em termos de recursos − uma concepção intermediária (em relação àquelas identificadas no estudo). Observando-se a variação dessas concepções ano a ano, não foi possível identificar um aprofundamento que indicasse ser resultado do processo de formação desses estudantes. Cinco direcionamentos foram apontados pelos alunos para a incorporação da sustentabilidade na formação do administrador: a criação de uma disciplina específica focada na sustentabilidade; a abordagem da sustentabilidade de forma interdisciplinar; a prática como aporte à teoria; o fomento a projetos de iniciação científica que tratem sobre essa temática; e a realização de campanhas institucionais de conscientização sobre a sustentabilidade. Ações isoladas são importantes, mas representam um paliativo quando considerados os desafios da incorporação da sustentabilidade na educação. Mais do que isso, é preciso que haja um esforço institucional que abarque os atores envolvidos no processo de ensino-aprendizagem – discentes, docentes, funcionários e gestores − no sentido de reformular rotinas, estruturas e práticas profundamente enraizadas, aproveitando, assim, a posição privilegiada que as universidades têm na sociedade para influenciá-la positivamente rumo à sustentabilidade.
Abstract: The discourse of sustainability has intensified over the past decades, highlighting a number of relevant concerns to the debate on issues related to it. Despite the importance of fomenting this debate in the field of ideas, the same intensity has not been reflected in the scope of actions. Education for sustainability arises, before this context, as a way to operationalize this transposition of discourse to practice and to emphasize how important is the role of education in building a sustainable society, aware of the importance that today's actions have to the future. It is expected, therefore, that higher education takes the leading role in the discourse on business and sustainability, making managers prepared to meet the demands of the working world and that are able to think and take actions aimed at reaching a sustainable business - understood from a perspective that transcends economic issues surrounding it - and contribute, therefore, to build a sustainable world. In this context, this study aimed to analyze the concepts of sustainability of the students of Business Administration of the Federal University of Paraíba (UFPB) throughout their formation. In terms of methodology, this paper carried out a phenomenographic research. This choice was based on the fact that phenomenography is a qualitative and descriptive approach whose goal is to empirically investigate how people experience, understand and give meaning to a phenomenon in the world around them, in this case, sustainability. Moreover, its application at the UFPB took into account the relevance of studying education for sustainability in a university campus inserted in an Atlantic Forest environment. Three concepts of sustainability were identified by the students during the course: „opportunity‟, „resources‟ e „sense of community‟, from the most superficial to deepest, respectively. The survey revealed that most of the students interviewed conceive sustainability in terms of resources - an intermediate idea (in relation to those identified in the study). Observing the variation of these concepts yearly, it was not possible to identify a deepening that could indicate it to be a result from these students‟ formation process. Five directions were appointed by students for incorporating sustainability in administrator formation: the creation of a specific discipline focused on sustainability; the approach to sustainability in an interdisciplinary manner; practice as a contribution to the theory; promoting the scientific research projects that address on this theme; and conducting institutional awareness campaigns on sustainability. Isolated actions are important, but they represent a palliative when considering the challenges of incorporating sustainability in education. More than that, there needs to be an institutional effort that embraces the actors involved in the teaching-learning process - students, professors, staff and managers - to reformulate routines, structures and deeply rooted practices, taking thus the privileged position that universities have in society to influence it positively towards sustainability.
Keywords: Educação para Sustentabilidade
Educação em Administração
Fenomenografia
Education for Sustainability
Education in Business Administration
Phenomenography
metadata.dc.subject.cnpq: CIENCIAS SOCIAIS APLICADAS::ADMINISTRACAO
metadata.dc.language: por
metadata.dc.publisher.country: Brasil
Publisher: Universidade Federal da Paraíba
metadata.dc.publisher.initials: UFPB
metadata.dc.publisher.department: Administração
metadata.dc.publisher.program: Programa de Pós-Graduação em Administração
Citation: FARIAS, Luciana Cabral. Educação para sustentabilidade em administração: uma análise das concepções de estudantes da UFPB. 2016. 89 f. Dissertação (Mestrado em Administração)- Universidade Federal da Paraíba, João pessoa, 2016.
metadata.dc.rights: Acesso Aberto
URI: https://repositorio.ufpb.br/jspui/handle/tede/9384
Issue Date: 29-Feb-2016
Appears in Collections:Centro de Ciências Sociais e Aplicadas (CCSA) - Programa de Pós-Graduação em Administração

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
arquivototal.pdf1,12 MBAdobe PDFThumbnail
View/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.