Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufpb.br/jspui/handle/123456789/11574
metadata.dc.type: Dissertação
Title: As filhas de Pascoal: Nova ruralidade e condições de permanência no campo entre jovens agricultoras no interior de Pernambuco
metadata.dc.creator: Silva, Elisabete Joaquina da
metadata.dc.contributor.advisor1: Franch, Mónica
metadata.dc.description.resumo: Este trabalho descreve e analisa os processos que possibilitam à permanência de jovens agricultoras no campo. Tem como objetivo trazer uma nova perspectiva sobre a juventude rural, mostrando através de um estudo de caso a situação de jovens mulheres que permanecem no campo e ganharam autonomia financeira. Procurou-se mostrar características principais da vivência dessas jovens que indicam certo grau de transformação nas relações de gênero e geração no interior da família. A pesquisa foi desenvolvida na comunidade de Agustinho, situada no município de Feira Nova, interior de Pernambuco e teve como principal objeto de estudo a família Pascoal. Além do trabalho de campo realizado na propriedade da família, também adotou-se a metodologia do grupo focal e assim pudemos incluir outros jovens e conhecer outras visões sobre a vida no campo. Também foi aplicado um questionário com outras vinte famílias da mesma comunidade com a finalidade de perceber questões relativas à saída e permanência de outros jovens. Levando em consideração que a família Pascoal é uma família que tem uma produção diversificada e que além das feiras atinge os mercados institucionais, a organização do trabalho no interior da família demanda funções específicas para cada membro. Observou-se que nesta divisão as jovens ficam com a maior parte dos trabalhos na propriedade e assim existe uma divisão sexual do trabalho que é justificada por elas através da categorização do trabalho como pesado e leve. Nas relações familiares observou-se que as filhas encontraram, através do seu trabalho na propriedade, uma forma de individualização o que as diferencia dentro da família e também em relação a outras jovens da comunidade. Embora a autoridade paterna ainda seja forte neste contexto, elas conseguem, através de constante negociação driblar tal autoridade. As políticas públicas e o trabalho do SERTA têm papel fundamental para permanência destas jovens, pois além de desenvolverem uma nova retórica sobre a valorização do campo e do trabalho agrícola, também desenvolveram mecanismos que possibilitam mais geração de renda e acessos a outros serviços, garantindo a essas jovens a realização de projetos sem deixar o campo. Quanto à condição feminina, apesar de haver um reconhecimento da importância do trabalho das “meninas” para o funcionamento da produção elas ainda continuam lucrando menos que seu irmão. Deixando claro que alguns padrões de gênero ainda são mantidos apesar do ganho de autonomia das jovens.
Abstract: This paper describes and analyzes the processes that enable the retention of young farmers in the field. Aims to bring a new perspective on rural youth, showing through a case study of the situation of young women who remain in the field and gained financial autonomy. Sought to show the main features of the experience of these young people who indicate some degree of transformation in the relations of gender and generation within the family. The research was conducted in the community of Augustine, located in the city of Feira Nova, interior of Pernambuco and its main object of study Pascoal family. Besides the field work on the family farm, also adopted the methodology of focus group and so we include other young people and meet other views on life in the countryside. Also received a questionnaire with twenty other families in the same community in order to understand issues relating to exit and residence of other young people. Taking into consideration that the family Pascoal is a family that has a diversified production and trade reaches beyond the institutional markets, the organization of work within the family demand functions specific to each member. It was observed that in this division are young with most of the work on the property so there is a sexual division of labor which is justified by them through the categorization of work as heavy and light. In family relationships was observed that the daughters found, through their work on the property, a form of individualization what differentiates within the family and also in relation to other youth in the community. Although parental authority is still strong in this context, they can, through constant negotiation circumvent such authority. Public policies and the work of SERTA play a fundamental role for stay of these young people as well as develop a new rhetoric about the value of the field and farm work, also developed mechanisms that allow more income generation and access to other services, ensuring these young people to carry projects without leaving the field. As for the status of women, although there was a recognition of the importance of the work of the "girls" for the operation of the production they are still profiting less than his brother. Making it clear that some gender patterns are still maintained despite the gain autonomy of young people.
Keywords: Jovens agricultoras
Trabalho
Gênero
Família rural
Autonomia
Young farmers
Labor
Gender
Rural family
Autonomy
metadata.dc.subject.cnpq: CNPQ::CIENCIAS HUMANAS::ANTROPOLOGIA
metadata.dc.language: por
metadata.dc.publisher.country: Brasil
Publisher: Universidade Federal da Paraíba
metadata.dc.publisher.initials: UFPB
metadata.dc.publisher.department: Antropologia
metadata.dc.publisher.program: Programa de Pós-Graduação em Antropologia
metadata.dc.rights: Acesso Aberto
URI: https://repositorio.ufpb.br/jspui/handle/123456789/11574
Issue Date: 18-Jul-2013
Appears in Collections:Centro de Ciências Aplicadas e Educação (CCAE) - Programa de Pós-Graduação em Antropologia

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Arquivototal.pdfArquivo total1,29 MBAdobe PDFThumbnail
View/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.