Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufpb.br/jspui/handle/123456789/11865
metadata.dc.type: Dissertação
Title: A justiça na república de Platão
metadata.dc.creator: Araújo, Edno José Osório de
metadata.dc.contributor.advisor1: Araújo, Rodrigo Silva Rosal de
metadata.dc.description.resumo: O grande debate estabelecido no diálogo A República refere-se à tentativa de definir o sentido do conceito de justiça. Tema com o qual nos ocuparemos nesta dissertação. Na esteira desse debate estão expostas as premissas de Céfalo, Polemarco, Trasímaco e Gláucon; todas confrontadas por Sócrates, preparando, o mestre de Platão, o caminho para novas discussões depois de declarar que a cidade é fundada a partir da associação entre os homens e que só é possível observar a justiça tendo uma visão geral da cidade. Nesse sentido, investigaremos por que Platão inicia examinar a justiça “a partir das letras grandes”, isto é, da cidade na totalidade, ao invés de investigar nos homens, uma vez que são eles, por meio de suas associações, que fundam a cidade. Para dar cabo dessa problemática percorreremos os mesmos passos dialéticos empreendidos por Platão na República. Dessa forma, analisa-se na cidade fundada, vista a partir da perspectiva de unidade, que forma o todo da politéia platônica, se podemos encontrar nela as seguintes virtudes: sabedoria, coragem, temperança e justiça; a fim de qualificar o que é a justiça na cidade e nos indivíduos que compõem as seguintes classes: governantes, guerreiros e artífices. Como resultado dessa análise, encontraremos, na concepção de Platão, o que consiste, portanto, a noção de justiça localizada desde a lente macrocósmica em que cada classe cumpre seu desígnio segundo sua natureza. Além disso, investigaremos em que medida a cidade estará pronta para dar prosseguimento e manutenção da justiça já visualizada. Para isso, veremos que Platão estabelece um modelo de educação em que os indivíduos serão submetidos e testados com intuito de encontrar, entre eles, aqueles que apresentem as melhores disposições na alma para governar a polis. Uma vez educados e consagrados os guardiões da cidade, estes, por sua vez, procurarão implementar o que há de melhor para todos, visando constituir uma perfeita harmonia e unidade atendendo os anseios da comunidade sem prejuízos para as partes.
Abstract: The great debate established in the dialogue The Republic refers to the attempt to define the concept of justice. Theme wherewith we occupy ourselves in this dissertation. In the wake of this discussion are exposed the propositions of Céfalo, Polemarco, Trasímaco and Gláucon; all confronted by Socrates, preparing, the master of Plato, the path to new discussion after declaring that the city is founded from the association between men and that it is only possible to observe justice having an overview of city. In this sense, we will investigate why Plato begins to examine justice "from the big letters”, that is, the city in its entirety, rather than investigating men, since it is through their associations that they found the city. To overcome this problem we will follow the same dialectical steps undertaken by Plato in the Republic. In this way, it is analyzed in the city founded, seen from the perspective of unity, which forms the whole of the platonic politéia, if we can find in it the following virtues: wisdom, courage, temperance and justice; in order to qualify what is justice in the city and in the individuals who comprise it the following classes: rulers, warriors and artificers. As a result of this analysis, we will find, in Plato's conception, what constitutes, therefore, the notion of justice located from the macrocosmic lens in which each class fulfills its design according to its nature. In addition, we will investigate to what extent the city will be ready to prosecute the maintenance of justice already seen. Thereunto, we will see that Plato establishes a model of education in which individuals will be subjected and tested in order to find, among them, those who present the best dispositions in the soul to govern the polis. Once the guardians of the city are educated and consecrated, they will seek to implement what is best for all, in order to constitute a perfect harmony and unity, meeting the wishes of the community without prejudice to the parties.
Keywords: Justiça
Unidade
Cidade
Virtudes
Justice
Unit
City
Virtues
metadata.dc.subject.cnpq: CNPQ::CIENCIAS HUMANAS::FILOSOFIA
metadata.dc.language: por
metadata.dc.publisher.country: Brasil
Publisher: Universidade Federal da Paraíba
metadata.dc.publisher.initials: UFPB
metadata.dc.publisher.department: Filosofia
metadata.dc.publisher.program: Programa de Pós-Graduação em Filosofia
metadata.dc.rights: Acesso Aberto
Attribution-NonCommercial-NoDerivs 3.0 Brazil
metadata.dc.rights.uri: http://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/3.0/br/
URI: https://repositorio.ufpb.br/jspui/handle/123456789/11865
Issue Date: 15-Aug-2017
Appears in Collections:Centro de Ciências Humanas, Letras e Artes (CCHLA) - Programa de Pós-Graduação em Filosofia

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Arquivototal.pdfArquivo total1,18 MBAdobe PDFThumbnail
View/Open


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons