Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufpb.br/jspui/handle/123456789/12279
metadata.dc.type: TCC
Title: Percepção de mulheres sobre as barreiras para a prática de musculação em academia de ginástica
metadata.dc.creator: Moreno, Douglas de Souza
metadata.dc.contributor.advisor1: Pontes, Luciano Meireles de
metadata.dc.description.resumo: O objetivo do presente estudo foi identificar a percepção de mulheres quanto às barreiras para a prática de musculação em academia de ginástica. Metodologia: Trata-se de um estudo descritivo e abordagem quantitativa. Participaram 40 mulheres com idades entre 18 a 45 anos (28,5±9,5 anos), praticantes de musculação de uma academia de ginástica localizada em João Pessoa. As variáveis investigadas foram às barreiras para à pratica de atividade física, divididas em cinco dimensões: ambiente, psicológico-crenças, psicológico-motivação, físico e psicológico-pessoais. Resultados: Na dimensão ambiente a falta de companhia (50,0%), tempo livre suficiente (47,5%) obtiveram as maiores frequências; sobre a dimensão psicológico-crenças, 27,5% disseram ser suficientemente ativos; na dimensão psicológica-motivação, 40,0% disseram precisar descansar ou relaxar no tempo livre. Na dimensão de aspectos físicos contatou-se que, 20,0% têm medo de se machucar, cair ou prejudicar à saúde, e falta energia; na dimensão psicológico-pessoais 37,5% disseram se sentir muito gorda ou magra. Conclusão: As principais barreiras para à prática de atividade musculação foram a falta de companhia e de tempo livre suficiente (dimensão ambiental), já ser suficientemente ativa (psicológico-crenças), precisar descansar ou relaxar no tempo livre (psicológico-motivação), ter medo de se machucar, cair ou prejudicar à saúde e a falta de energia (físico) e ter a percepção de estar muito gorda ou magra (psicológico-pessoais).
Abstract: The objective of the present study was to identify the perception of women regarding the barriers to the practice of bodybuilding in gymnastics. Methodology: This is a descriptive study and a quantitative approach. Participants were 40 women aged 18 to 45 years (28.5 ± 9.5 years), bodybuilders of a gym located in João Pessoa. The variables investigated were barriers to the practice of physical activity, divided into five dimensions: environment, psychological-beliefs, psychological-motivation, physical and psychological-personal. Results: In the environmental dimension the lack of company (50.0%), sufficient free time (47.5%) obtained the highest frequencies; on the psychological-beliefs dimension, 27.5% said they were sufficiently active; in the psychological-motivation dimension, 40.0% said they needed to rest or relax in their free time. In the dimension of physical aspects it was contacted that, 20.0% are afraid of being hurt, falling or harming health, and lack energy; in the psychological-personal dimension 37.5% said they feel very fat or thin. Conclusion: The main barriers to the practice of bodybuilding activity were lack of companionship and enough free time (environmental dimension), whether active enough (psychological-beliefs), resting or relaxing in free time (psychological-motivation), having fear of injury, falling or impairing health and lack of energy (physical) and having the perception of being too fat or thin (psychological-personal).
Keywords: Motivação
Musculação
Saúde da mulher
metadata.dc.subject.cnpq: CNPQ: Ciências da Saúde: Educação Física
metadata.dc.language: por
metadata.dc.publisher.country: Brasil
Publisher: Universidade Federal da Paraíba
metadata.dc.publisher.initials: UFPB
metadata.dc.publisher.department: Educação Física
metadata.dc.rights: Acesso Aberto
URI: https://repositorio.ufpb.br/jspui/handle/123456789/12279
Issue Date: 30-Nov-2017
Appears in Collections:TCC - Educação Física (Bacharelado)

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
DSM28122017.pdf750.16 kBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.