Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufpb.br/jspui/handle/123456789/13942
metadata.dc.type: TCC
Title: A interoperabilidade entre as Forças Armadas Brasileiras: uma análise da Operação Ágata.
metadata.dc.creator: Freire, Maria Eduarda Laryssa Silva
metadata.dc.contributor.advisor1: Teixeira Junior, Augusto Wagner Menezes
metadata.dc.description.resumo: O objetivo por trás dessa monografia consiste em entender quais os desafios que as Forças Armadas brasileiras enfrentam quando se deparam com o conceito de interoperabilidade, tendo por ênfase o contexto da Operação Ágata. A Ágata foi pensada a partir do decreto que instituiu o Plano Estratégico de Fronteira, em 2011, com o propósito de combater e prevenir os ilícitos transfronteiriços, e, sob a pressuposição de uma unidade de esforços entre as forças operantes, caracteriza-se como uma Operação Interagência. O procedimento metodológico utilizado foi o estudo de caso de cunho qualitativo e analítico. Realizou-se uma revisão literária bem como a análise de documentos, decretos de leis e relatórios, concernentes às diferentes modalidades de operação militar, ao pioneirismo estadunidense, e às edições da Operação Ágata. Além de um recorte sobre os aspectos intrínsecos à realidade fronteiriça brasileira para entender quais elementos influem na Ágata como um todo, bem como na execução das missões. Por meio disso buscou-se chegar a uma conclusão final e percebeu-se que as Forças Armadas se deparam com desafios que abarcam aspectos culturais, doutrinários, organizacionais, orçamentários, e institucionais que têm impacto direto na interoperabilidade, provocando uma série de questionamentos sobre ser possível a sua plenitude, uma vez considerado seu baixo grau.
Abstract: This monograph’s purpose is to understand what challenges the Brazilian Armed Forces has to deal when faced with the concept of interoperability, with an emphasis on the context of the Agata Operation. The Agata Operation was conceived from the decree that established the Strategic Border Plan (PEF), in 2011, aiming the combat and prevent of cross-border illicit activities, and, under the premise of the unity of efforts among the forces, it is characterized as an Interagency Operation. The methodological procedure used was the qualitative and analytical case study. A literature review was carried out as well as the analysis of Brazilian documents, decrees of law and reports related to the different modalities of military operation, to the United States as the precursor, and to the editions of the Agata Operation. Furthermore, an analysis about the aspects intrinsic to the Brazilian border reality was made in order to understand which elements influence the Agata as a whole, as well as on the execution of the missions. Thus, seeking to reach a final understanding, it was noticed that the Armed Forces faces challenges that encompass cultural, doctrinal, organizational, budgetary, and institutional aspects that have a direct impact on the interoperability, provoking a series of questions about it being possible, once considered its very low degree.
Keywords: Forças armadas
Forças Armadas Brasileiras
Interoperabilidade
Operação Ágata
Fronteira
Plano Estratégico de Fronteiras (PEF)
Operações militares
Brasil
metadata.dc.subject.cnpq: CNPQ::OUTROS::RELACOES INTERNACIONAIS
metadata.dc.language: por
metadata.dc.publisher.country: Brasil
Publisher: Universidade Federal da Paraíba
metadata.dc.publisher.initials: UFPB
metadata.dc.publisher.department: Relações Internacionais
metadata.dc.rights: Acesso Aberto
Attribution-NoDerivs 3.0 Brazil
metadata.dc.rights.uri: http://creativecommons.org/licenses/by-nd/3.0/br/
URI: https://repositorio.ufpb.br/jspui/handle/123456789/13942
Issue Date: 5-Nov-2018
Appears in Collections:CCSA - TCC - Relações Internacionais

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
MELSF27.03.2019.pdf1,6 MBAdobe PDFView/Open


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons