Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufpb.br/jspui/handle/123456789/16273
metadata.dc.type: TCC
Title: Precisamos falar sobre racismo: relações raciais em espaços de educação infantil em João Pessoa-PB
metadata.dc.creator: Santana, Rosilene da Silva
metadata.dc.contributor.advisor1: Barros, Surya Aaronovich Pombo de
metadata.dc.description.resumo: Analisa-se neste trabalho como a escola e a família lidam com o racismo no contexto escolar na primeira infância. O interesse na pesquisa se origina na vivência pessoal com experiências racistas e a observação como gestora da Educação Infantil no Município de João Pessoa-PB. Além da importância do tema em si, apresenta-se aqui também o olhar de uma mulher negra em cargo de gestão. Utilizam-se autores que debatem racismo, escola e educação infantil como referencial teórico, a exemplo de Nilma Lino Gomes, Sílvio de Almeida e Lucimar Rosas Dias. Trata-se de pesquisa qualitativa, com pesquisa de campo em duas unidades de educação infantil municipal. Realizaram-se observações, entrevistas e atividades com estudantes, famílias e professoras. Conclui-se que as famílias silenciam sobre o racismo e que a escola de educação infantil não debate a temática, não reconhece sua importância e ainda produz e reproduz a desigualdade racial. Espera-se, com este trabalho, incentivar a reflexão sobre a importância da valorização da população negra e de sua cultura desde a Educação Infantil.
Abstract: It is analyzed in this paper how school and family deal with racism in the early childhood school context. The interest in the research originates from personal racist experiences and the observation as a kindergarten manager in the city of João Pessoa-PB. Besides the importance of the theme itself, it is also presented here the perspective of a black woman in a management role. Authors who debate racism, school and early childhood education are used as theoretical reference, for example Nilma Lino Gomes, Sílvio de Almeida and Lucimar Rosas Dias. This is a qualitative research, with field research in two units of municipal early childhood education. Observations, interviews, and activities with students, families, and teachers were performed. It was concluded that families are silent about racism and that the preschool does not debate the theme, does not recognize its importance and still produces and reproduces racial inequality. It is expected, with this work, the encouragement of a reflection on the importance of valuing the black population and their culture since early childhood education.
Keywords: Educação infantil
Racismo
Relações raciais
Escola - família
metadata.dc.subject.cnpq: CNPQ::CIENCIAS HUMANAS::EDUCACAO
metadata.dc.language: por
metadata.dc.publisher.country: Brasil
Publisher: Universidade Federal da Paraíba
metadata.dc.publisher.initials: UFPB
metadata.dc.publisher.department: Educação
metadata.dc.rights: Acesso aberto
Attribution-NoDerivs 3.0 Brazil
metadata.dc.rights.uri: http://creativecommons.org/licenses/by-nd/3.0/br/
URI: https://repositorio.ufpb.br/jspui/handle/123456789/16273
Issue Date: 29-Sep-2019
Appears in Collections:TCC - Pedagogia - CE

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
RSS08102019.pdf1,43 MBAdobe PDFView/Open


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons