Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufpb.br/jspui/handle/123456789/3209
metadata.dc.type: TCC
Title: Puritanism and tragedy in Arthur Miller’s The crucible
metadata.dc.creator: Silva Júnior, Severino Antônio da
metadata.dc.contributor.advisor1: Luna, Sandra
metadata.dc.description.resumo: Esta monografia tem por objetivo investigar as representações do Puritanismo na peça teatral de Arthur Miller intitulada As Bruxas de Salém. Após situar o leitor no contexto da vida de Arthur Miller e nas implicações políticas levando-o a assumir uma atitude de resistência em sua produção dramática, chegamos ao estudo das crenças básicas do Puritanismo e o episódio histórico conhecido como “Caça às Bruxas”, uma série de eventos que forneceram o tema para As Bruxas de Salém. A análise da peça é baseada na teoria do texto dramático partindo da obra de Aristóteles ,Poéticae através do estudo de importantes teóricos, a saber, Hegel, Ferdinand Brunetière, William Archer, Lawson e Arthur Miller, chegamos ao gênero conhecido como drama social. As crenças puritanas não são ignoradas na análise. Os principais resultados mostram que As Bruxas de Salém é uma peça construída e identificada como sendo uma tragédia moderna. Temos a presença do herói trágico e o enredo é complexo segundo os conceitos aristotélicos presentes na Poética, o que é possível pela presença da mudança da fortuna (peripeteia) e o reconhecimento(anagnorisis), produzindo sentimentos de medo e piedade. Também podemos notar a importância do Puritanismo na construção da peça.
Abstract: This research paper aims at investigating the representation of Puritanism in Arthur Miller's play The Crucible. After situating the reader in the context of Arthur Miller’s life and the political implications leading him to assume an attitude of resistance in his dramatic production, we come to study the basic Puritan beliefs and the historical episode known as the Salem Witch Hunts, a series of events that furnished the theme for The Crucible. The analysis of the play is based on the theory of the dramatic text, and we begin with Aristotle's Poetics and by studying important theoreticians such as: Hegel, Ferdinand Brunetière, William Archer, Lawson, and Arthur Miller, we come to the genre known as social drama. The main results show that The Crucibleis constructed in the form of a modern tragedy. We have a tragic hero, and the plot is considered to be complex in Aristotle's sense, which is possible in the play by the presence of reversal of the action (peripeteia) and recognition (anagnorisis), producing feelings of pity and fear. We also understood the importance of Puritanism in the construction of the play, a main force conducting a social drama to the domains of tragedy.
Keywords: Puritanismo
Arthur Miller
Drama social
As Bruxas de Salém
metadata.dc.subject.cnpq: CNPQ::LINGUISTICA, LETRAS E ARTES::LETRAS::LINGUAS ESTRANGEIRAS MODERNAS
metadata.dc.language: eng
metadata.dc.publisher.country: Brasil
Publisher: Universidade Federal da Paraíba
metadata.dc.publisher.initials: UFPB
metadata.dc.publisher.department: Letras Estrangeiras Modernas
metadata.dc.rights: Acesso restrito
URI: https://repositorio.ufpb.br/jspui/handle/123456789/3209
Issue Date: 9-Dec-2010
Appears in Collections:TCC - Letras - Inglês (Curso presencial)

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
SASJ09122010.pdf788,53 kBAdobe PDFThumbnail
View/Open


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons