Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufpb.br/jspui/handle/123456789/3792
metadata.dc.type: TCC
Title: “Exu não bebeu nada, a garrafa está furada”: um estudo da relação entre umbanda e o uso ritual de álcool no centro religioso São Jorge Guerreiro em Rio Tinto - PB
metadata.dc.creator: Alves Júnior, Geraldo de França
metadata.dc.contributor.advisor1: Palitot, Estêvão Martins
metadata.dc.description.resumo: “Exu não bebeu nada, a garrafa está furada”: um estudo da relação entre Umbanda e o uso ritual de álcool no Centro Religioso São Jorge Guerreiro em Rio Tinto, é uma etnografia que nasceu da tentativa de dar conta de dois traços manifestos nas religiões afrobrasileiras: os rituais de possessões e o consumo de psicoativos, especificamente do álcool pelas entidades dentro do contexto dos eventos religiosos da Umbanda. Este trabalho parte, em um primeiro momento, de uma apresentação histórica sobre a questão dos psicoativos, analisando a partir de variados estudos a importância dessas substâncias para os agrupamentos humanos. Por meio desses relatos históricos, ressalta-se a importância do álcool em diferentes grupos sociais e também da aguardente de cana para a construção cultural brasileira atrelada ao seu consumo, indicando sua forte presença entre os antigos grupos afro-brasileiros e indígenas, e na expansão dessa bebida como símbolo nacional, estando presente, inclusive, nos ritos umbandísticos descritos nesse trabalho. Dessa perspectiva, segue-se para uma descrição etnográfica do ambiente onde a pesquisa foi baseada, apresentando o Conjunto Durval de Assis, onde o Centro Religioso São Jorge Guerreiro localiza-se, assim chegando à descrição dos principais interlocutores que contribuíram para a pesquisa, ressaltando suas histórias de vida, que refletem diretamente sua relação com a manifestação religiosa que compõem. Finalmente, no último capítulo, realiza-se uma descrição do ritual e cerimônia de Saída de Jurema, ao qual caracteriza e reflete, dentro da análise e recorte etnográfico, a relação entre Umbanda e o consumo religioso do álcool. Tenta-se demonstrar de tal modo, como este uso diferencia-se dos usos “comuns”, cotidianos, ganhando uma importância fundamental dentro da caracterização e funcionamento dos atos religiosos cultivados na Umbanda encontrada no Centro Religioso São Jorge Guerreiro.
Abstract: “Exu didn’t drink anything, the bottle is bored”: a study of the relation between Umbanda and the ritual use of alcohol in the São Jorge Guerreiro Religious Center in Rio Tinto, is an ethnography that arose from the attempt to give an account of two manifest traits in Afro-Brazilian religions: the rituals of possessions and the consumption of psychoactive substances, specifically of alcohol by the entities within the context of the religious events of Umbanda. This work departs, in a first moment, of a historical presentation on the issue of the psychoactive ones, analyzing as from several studies the importance of these substances to the human groupings. By means of these historical reports, stands out the importance of alcohol in different social groups and also of sugar cane brandy for the Brazilian cultural construction linked to its consumption, indicating its strong presence among the former Afro-Brazilian and indigenous groups, and the expansion of this drink as a national symbol, being present, inclusive, in the umbandistics rites described in this work. From this perspective, it is followed by an ethnographic description of the ambience where the research was based, presenting the Conjunto Durval de Assis, where the São Jorge Guerreiro Religious Center is located, thus arriving at the description of the main interlocutors who contributed to the research, highlighting their life histories, which directly reflect their relation with the religious manifestation that compose. Finally, in the last chapter, is caried out a description of the ritual and ceremony of Saída de Jurema [Jurema Exit], to which characterizes and reflects, inside the analysis and ethnographic cut, the relation between Umbanda and the religious consumption of alcohol. It tries to demonstrate in such a way, how this use differs from the "common", everyday uses, gaining a fundamental importance within the characterization and operation of the religious acts cultivated in the Umbanda found in the São Jorge Guerreiro Religious Center.
Keywords: Umbanda
Psicoativos
Álcool
Ritual
Cerimônia
Psychoactives
Alcohol
Ceremony
metadata.dc.subject.cnpq: CNPQ::CIENCIAS HUMANAS::ANTROPOLOGIA
metadata.dc.language: por
metadata.dc.publisher.country: Brasil
Publisher: Universidade Federal da Paraíba
metadata.dc.publisher.initials: UFPB
metadata.dc.publisher.department: Ciências Sociais
metadata.dc.rights: Acesso aberto
URI: https://repositorio.ufpb.br/jspui/handle/123456789/3792
Issue Date: 30-Nov-2016
Appears in Collections:TCC - Antropologia

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
GFAJ13032017.pdf2.92 MBAdobe PDFThumbnail
View/Open


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons