Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufpb.br/jspui/handle/tede/4289
metadata.dc.type: Dissertação
Title: Efeito da suplementação de zinco sobre o GH, IGF-1 e IGFBP3 em idosas saudáveis.
metadata.dc.creator: César, Edna Samara Ribeiro
metadata.dc.contributor.advisor1: Silva, Alexandre Sérgio
metadata.dc.contributor.advisor-co1: Alves, Simone Bezerra
metadata.dc.description.resumo: O processo de envelhecimento envolve várias alterações fisiológicas dentre elas a diminuição dos hormônios anabólicos. Em decorrência disso, cada vez mais pesquisas têm sido desenvolvidas com a finalidade de melhorar a qualidade de vida nessa população. Esta pesquisa teve como objetivo avaliar o efeito da suplementação de zinco sobre os níveis séricos de GH, IGF-1 e IGFBP3 em idosas. Foi desenvolvido um estudo clínico, randomizado, duplo cego com placebo controlado. Inicialmente foram selecionadas 56 idosas e após os critérios de exclusão participaram 20 idosas que foram divididas em 2 grupos: Zinco (n=10) e Placebo (n=10). Após a aprovação pelo Comitê de Ética em Pesquisa do Centro de Ciências da Sáude da UFPB as idosas receberam 25mg/dia de zinco ou placebo por 90 dias. Os parâmetros foram analisados por meio do teste t student no software GraphPad-Prism v.5.04. Adotou-se um nível de significância de 5% para todos os testes. Observou-se que os níveis de zinco dietético apresentaram-se abaixo do recomendado para os idosos no grupo zinco (5,7 ± 0,68 mg/dia ) e placebo (6,5 ± 0,66 mg/dia ). O grupo controle sofreu uma redução significativa na concentração de zinco plasmático do inicio até o final do experimento (1,0 ± 0,01 para 0,9 ± 0,02), enquanto que o grupo suplementado manteve os níveis plasmáticos sem alterações significativas neste mesmo período (1,0 ± 0,03 para 1,0 ± 0,04). As idosas de ambos os grupos apresentaram aumento das enzimas aspartato aminotransferase (AST) e alanina aminotransferase(ALT) após a suplementação, no entanto os níveis mantiveram-se dentro dos valores de referência. Com relação aos hormônios a suplementação de zinco foi capaz de aumentar os níveis de GH (p< 0,004) e IGFBP3 (p<0,02), embora o grupo zinco não tenha apresentado níveis hormonais melhores que o grupo placebo. O efeito do zinco foi superior ao do placebo, porém de pequena magnitude. Portanto, não podemos descartar a possibilidade do zinco ser uma alternativa para aumentar os níveis de GH em idosos, necessitando, portanto, a realização de outras pesquisas com um N maior.
Abstract: The aging process involves several physiological changes among them the decrease in anabolic hormones. As a result, more and more researches have been developed in order to improve the quality of life in this population. This research aimed to evaluate the effect of zinc supplementation on serum levels of GH, IGF-1 and IGFBP3 in elderly women. The study included 20 apparently healthy elderly and divided into 2 groups (Supplemented and Placebo). After approval by the Ethics Committee in Research of the Center for Health Sciences UFPB the elderly received 25mg/day of zinc or placebo for 90 days. The parameters were analyzed using the paired Student t test and unpaired GraphPad-Prism software v.5.04. We adopted a significance level of 5% for all tests. It was observed that the values of dietary zinc in both groups showed levels below recommended for the elderly, the control group showed a significant reduction in plasma zinc concentration from the beginning to the end of the experiment, while the supplemented group maintained levels plasma without significant changes in the same period. Zinc supplementation caused a significant increase in the levels of aspartate aminotransferase (AST) and alanine aminotransferase (ALT) in both groups, but levels remained within the reference values. With regard to hormones zinc supplementation was able to increase the levels of GH and IGFBP3 (p = 0.004 and 0.02, respectively) and tended to increase IGF-1 levels (p = 0.06). It was observed that zinc supplementation produced an increase in serum levels of GH and IGFBP3 tendency to increase IGF-1. Therefore Zinc could be an alternative for increasing GH levels in the elderly without the harmful effects that GH replacement entails.
Keywords: Nutrição - Pessoa idosa
Nutrição - suplementação de zinco
Hormone growth - GH
Senior women
Zinc
metadata.dc.subject.cnpq: CIENCIAS DA SAUDE::NUTRICAO
metadata.dc.language: por
metadata.dc.publisher.country: Brasil
Publisher: Universidade Federal da Paraí­ba
metadata.dc.publisher.initials: UFPB
metadata.dc.publisher.department: Ciências da Nutrição
metadata.dc.publisher.program: Programa de Pós-Graduação em Ciências da Nutrição
Citation: CÉSAR, Edna Samara Ribeiro. Efeito da suplementação de zinco sobre o GH, IGF-1 e IGFBP3 em idosas saudáveis.. 2013. 73 f. Dissertação (Mestrado em Ciências da Nutrição) - Universidade Federal da Paraí­ba, João Pessoa, 2013.
metadata.dc.rights: Acesso Aberto
URI: https://repositorio.ufpb.br/jspui/handle/tede/4289
Issue Date: 19-Jul-2013
Appears in Collections:Centro de Ciências da Saúde (CCS) - Programa de Pós-Graduação em Ciências da Nutrição

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
ArquivoTotalEdna.pdf960,99 kBAdobe PDFThumbnail
View/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.