Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufpb.br/jspui/handle/tede/4312
metadata.dc.type: Dissertação
Title: Relação entre renda, bens de consumo, índice de massa corporal e práticas de aleitamento materno em crianças menores de sessenta meses de idade
metadata.dc.creator: Oliveira, Adyla Farias de
metadata.dc.contributor.advisor1: Lima, Roberto Teixeira de
metadata.dc.contributor.advisor-co1: Costa, Maria José de Carvalho
metadata.dc.description.resumo: A amamentação é um processo complexo que, transcende o plano biológico, sendo sempre incorporado a valores sociais e culturais relativos ao papel singular da mulher, como ser imprescindível para o êxito desta prática. Recomenda-se o aleitamento materno exclusivo até os seis meses e a sua manutenção, pelo menos, até dois anos de idade ou mais, juntamente com a adição de alimentos complementares. Na maioria dos países, principalmente naqueles menos desenvolvidos economicamente, é grande a desigualdade de renda e nível de pobreza. Observa-se forte relação entre renda e saúde. Este estudo objetivou analisar a relação entre renda familiar, posse de bens de consumo, índice de massa corporal e práticas de aleitamento materno em crianças menores de sessenta meses de idade. Estudo epidemiológico transversal, de base populacional, realizado nos cinco distritos sanitários do município de João Pessoa/PB, Brasil, por meio de inquérito domiciliar. Foram avaliadas 91 crianças com idade entre zero e sessenta meses, distribuídas em dois grupos etários (0 a 24 meses e 25 a 60 meses), de ambos os gêneros e diferentes condições socioeconômicas. Os procedimentos para a seleção da amostra tiveram uma seqüência de etapas visando obter uma rigorosa aleatoriedade, estratificação, proporcionalidade e representatividade. Coletaram-se dados sobre os aspectos socioeconômico, demográfico, antropométrico e alimentar. Medidas antropométricas (peso e comprimento/altura) foram aferidas para classificar a situação nutricional dos indivíduos. A idade foi obtida por meio da caderneta de saúde da criança. Utilizou-se os testes Qui-quadrado de Pearson ou Exato de Fisher, a fim de se observar relação entre número de bens de consumo e renda com peso atual, altura atual e índice de massa corporal, além de teste t-Student para a hipótese de correlação nula e, para a hipótese de igualdade de variâncias, realizou-se teste F de Levene e a de normalidade dos dados foi verificada por meio de teste de Shapiro-Wilk. Não foi observada diferença significativa para a mediana de bens de consumo distribuída por faixa etária entre os dois grupos etários. O mesmo comportamento ocorreu com a renda, como também em relação ao estado nutricional e a faixa etária. No entanto, houve maior freqüência do gênero masculino na casuística selecionada. Observou-se uma prevalência de sobrepeso e obesidade de 30,8%. A renda apresentou associação com o peso atual e Índice de Massa Corporal em crianças com idade de vinte e cinco a sessenta meses. Houve correlação entre posse de bens de consumo, peso atual e Índice de Massa Corporal, além de relação estatisticamente significativa entre a prática de aleitamento materno em crianças menores de dois anos de idade e renda. Concluiu-se que a renda associou-se à prática do aleitamento materno, peso atual e índice de massa corporal e a posse de bens de consumo correlacionou-se com peso atual e índice de massa corporal entre crianças de vinte e cinco e sessenta meses de idade, demonstrando, dessa forma, mais uma opção de uso desta variável em países em desenvolvimento ao se estudar desigualdade social e saúde.
Abstract: Breastfeeding is a complex process that transcends the biological level, is always embedded in social and cultural about the unique role of women as being essential to the success of this practice. It is recommended exclusive breastfeeding until six months and its maintenance up to two years or more, along with the addition of complementary foods. In most countries, especially those less developed economically, it is great income inequality and poverty level. There is a strong relationship between income and health. This study aimed to analyze the relationship between family income, possession of consumer goods, body mass index and breastfeeding practices among children under the age of sixty months. Epidemiological cross-sectional population-based study was held in five Health District of the municipality of João Pessoa/PB, Brazil, trough household survey. We evaluated 91 children aged zero to sixty months of age, divided into two age groups (0-24 months and 25-60 months) of both genders and different socioeconomic conditions. The procedures for the selection of the sample had a sequence of steps to obtain a rigorous random, stratified, proportionality and representation of the population. We collected data on aspects of socioeconomic, demographic, anthropometric and food. Anthropometric measurements (weight, length / height and age) were measured to classify the nutritional status of individuals. The age was obtained by means of book of children's health. We used the chi-square test or Fisher exact test, in order to observe the relationship between the number of consumer goods, income, and current weight, current height and body mass index, and Student t test for the hypothesis correlation and zero for the hypothesis of equality of variances was held Levene's F test and normality of data was verified by the Shapiro-Wilk. There was no significant difference for the median consumer goods distributed by age group between the two age groups. The same behavior occurred with income, but also in relation to nutritional status and age, however, there was a higher frequency of males in the sample selected. There was a prevalence of overweight and obesity of 30,8%. Income was associated with the current weight and Body Mass Index in children aged twenty-five to sixty months. There was a correlation between possession of consumer goods, current weight and Body Mass Index, and statistically significant relationship between the practice of breastfeeding in children under two years of age and income. It was concluded that the income was associated with the practice of breastfeeding, current weight and Body Mass Index and the possession of consumer goods was correlated with current weight and body mass index among children of twenty-five to sixty months of age, showing thus a further option to use this variable in developing countries when studying social inequality and health.
Keywords: Situação nutricional
Aleitamento materno
Renda
Bens de consumo
Nutritional status
Breastfeeding
Income
Consumer goods
metadata.dc.subject.cnpq: CNPQ::CIENCIAS DA SAUDE::NUTRICAO
metadata.dc.language: por
metadata.dc.publisher.country: Brasil
Publisher: Universidade Federal da Paraí­ba
metadata.dc.publisher.initials: UFPB
metadata.dc.publisher.department: Ciências da Nutrição
metadata.dc.publisher.program: Programa de Pós Graduação em Ciências da Nutrição
Citation: OLIVEIRA, Adyla Farias de. Relação entre renda, bens de consumo, índice de massa corporal e práticas de aleitamento materno em crianças menores de sessenta meses de idade. 2010. 84 f. Dissertação (Mestrado em Ciências da Nutrição) - Universidade Federal da Paraí­ba, João Pessoa, 2010.
metadata.dc.rights: Acesso Aberto
URI: https://repositorio.ufpb.br/jspui/handle/tede/4312
Issue Date: 11-Mar-2010
Appears in Collections:Centro de Ciências da Saúde (CCS) - Programa de Pós-Graduação em Ciências da Nutrição

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
arquivototal.pdf1,26 MBAdobe PDFThumbnail
View/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.