Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufpb.br/jspui/handle/tede/4461
metadata.dc.type: Dissertação
Title: Ciberativismo e MST: o debate sobre a reforma agrária na nova esfera pública interconectada
metadata.dc.creator: Fonseca, Lucas Milhomens
metadata.dc.contributor.advisor1: Silva, Olga Maria Tavares da
metadata.dc.description.resumo: A presente pesquisa teve como objetivo principal analisar os novos elementos midiáticos e digitais advindos da internet e das Novas Tecnologias de Informação e Comunicação (NTICs). Em nossa pesquisa verificamos como a cibercultura, ou, mais especificamente, o ciberativismo é utilizado/praticado pelo Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra MST. Como este movimento social o maior do Brasil e um dos maiores do mundo , se apropriou destes recursos para promover sua militância e propaganda ideológica dentro e fora do ciberespaço. Analisamos as formas de atuação política, social e cultural exercidas pelo MST na rede mundial de computadores, onde delimitamos como corpus o sítio do Movimento (www.mst.org.br) e todos os seus recursos e ferramentas interativas. Verificamos que o MST chegou a um novo patamar da luta pela Reforma Agrária, através da ampliação do debate e aprofundamento democrático do que denominamos Nova Esfera Pública Interconectada. Ambiente este que possibilita a contraposição aos veículos tradicionais de imprensa, indo de encontro a Grande Mídia (ou Mídia Tradicional) e sua incessante criminalização dos movimentos sociais. Nossa pesquisa detectou que o MST é um movimento social ciberativista e utiliza esta característica para propagar sua ideologia e defender seus posicionamentos mediante a opinião pública brasileira.
Abstract: This research aims to analyze new media and digital elements resulted from the Internet and New Technologies of Information and Communication (NTIC). We want to understand how cyberspace, or, more specifically, the cyberativism is used / practiced by the Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra - MST. Besides, as this social movement - the largest in Brazil and one of the largest in the world - has appropriated these resources to promote their propagation and ideological militancy inside and outside cyberspace. We analyze the forms that MST exercised political, social and cultural ways of working on World Wide Web. The research corpus was the site of the Movement (www.mst.org.br) and all its resources and interactive tools. We found that the MST has reached a new level of struggle for Agrarian Reform, through the extension of democratic discussion and exploration of what we call New Public Interconnected Sphere. This MST structure of communication allows to establish a confrontation to the traditional press, going against Big Media and their incessant social movements criminalization.
Keywords: Ciberativismo
Esfera Pública Interconectada
Reforma Agrária
Cyberativism
MST
Public Sphere Interconnected
Agrarian Reform
metadata.dc.subject.cnpq: CNPQ::CIENCIAS SOCIAIS APLICADAS::COMUNICACAO
metadata.dc.language: por
metadata.dc.publisher.country: BR
Publisher: Universidade Federal da Paraí­ba
metadata.dc.publisher.initials: UFPB
metadata.dc.publisher.department: Comunicação
metadata.dc.publisher.program: Programa de Pós Graduação em Comunicação
Citation: FONSECA, Lucas Milhomens. Ciberativismo e MST: o debate sobre a reforma agrária na nova esfera pública interconectada. 2009. 116 f. Dissertação (Mestrado em Comunicação) - Universidade Federal da Paraí­ba, João Pessoa, 2009.
metadata.dc.rights: Acesso Aberto
URI: https://repositorio.ufpb.br/jspui/handle/tede/4461
Issue Date: 10-Dec-2009
Appears in Collections:Centro de Ciências Humanas, Letras e Artes (CCHLA) - Programa de Pós-Graduação em Comunicação

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
arquivototal.pdf2.92 MBAdobe PDFThumbnail
View/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.