Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufpb.br/jspui/handle/tede/8272
metadata.dc.type: Dissertação
Title: E não viveram felizes para sempre: A vulnerabilidade emergente do divórcio e seus efeitos sobre o comportamento de consumo para a criança em famílias monoparentais femininas.
metadata.dc.creator: Souza, Andressa Sullamyta Pessoa de
metadata.dc.contributor.advisor1: Pereira, Rita de Cássia de Faria
metadata.dc.description.resumo: O presente estudo teve como objetivo caracterizar as experiências de vulnerabilidade vivenciadas nas relações de consumo direcionadas aos filhos de famílias monoparentais femininas. Para tal, foram abordados os principais aspectos teóricos relacionados à disciplina de marketing e sociedade, vulnerabilidade do consumidor, as famílias contemporâneas e o consumo, e o divórcio e seus efeitos sobre o consumo familiar. Estes temas combinados deram formato ao modelo conceitual da pesquisa. As decisões metodológicas concentraram-se na representação de uma abordagem qualitativa, possibilitada pela realização de entrevistas individuais face-a-face, com roteiro semiestruturado e gravação de áudio. No total, quinze mulheres, chefes de famílias monoparentais com filhos até doze anos, ou filhos maiores de doze anos, mas que na época do divórcio encontravam-se nessa faixa etária específica foram convenientemente convocadas e entrevistadas, no ano de 2015, em locais previamente estabelecidos de acordo com suas respectivas preferências. A transcrição dos relatos e a técnica de análise do conteúdo evidenciaram, por conseguinte, três categorias para avaliação, que objetivaram, respectivamente, o reconhecimento geral do processo de divórcio, as características do consumo da família nuclear versus o consumo da família monoparental feminina e a caracterização da vulnerabilidade no contexto explorado. Os resultados do estudo indicam que a vulnerabilidade nesse contexto ocorre devido à: redução da participação paterna no orçamento familiar, às privações de consumo ocasionadas pelas novas condições financeiras da mãe, aos conflitos entre os ex-cônjuges e familiares, e às características e estados individuais como competição, materialismo, raiva, ciúme e vergonha devido à dependência de terceiros.
Abstract: The present study aimed to characterize the vulnerability experiences lived in consumer relations directed to the children of female single parents. In order to do so, the main theoretical aspects related to the discipline of marketing and society, consumer vulnerability, contemporary families and consumption, and divorce and its effect on household consumption were addressed. The combination of those theoretical aspects shaped the conceptual research model. The methodological decisions focused on the representation of a qualitative approach, made possible by individual semi-structured face-to-face interviews conducted with audio recording. In total, fifteen divorced mothers of children up to twelve years or children older than twelve, but that at the time of divorce found themselves in that particular age has been conveniently invited and interviewed in 2015, in places previously established according to their preferences. The transcript of the interviews and the content analysis technique presented therefore three categories for assessment, which aimed, respectively, to recognize the general aspects of the divorce process and the characteristics of the nuclear family consumption versus the consumption of female single-parent family, and also to characterize the vulnerability exploited in context. The results indicate that the vulnerability in this context is due to: reduction of paternal involvement in family income, the consumption deprivation caused by the new financial conditions of the mother, the conflicts between the former spouses and family, and the characteristics and individual states such as competion, materialism, anger, jealousy and shame caused by the dependence on third parties.
Keywords: Vulnerabilidade do consumidor
Consumer Vulnerability
Consumo Infantil
Monoparentalidade
Children's Consumption
Single parenthood
metadata.dc.subject.cnpq: CIENCIAS SOCIAIS APLICADAS::ADMINISTRACAO
metadata.dc.language: por
metadata.dc.publisher.country: Brasil
Publisher: Universidade Federal da Paraíba
metadata.dc.publisher.initials: UFPB
metadata.dc.publisher.department: Administração
metadata.dc.publisher.program: Programa de Pós-Graduação em Administração
Citation: SOUZA, Andressa Sullamyta Pessoa de. E não viveram felizes para sempre: A vulnerabilidade emergente do divórcio e seus efeitos sobre o comportamento de consumo para a criança em famílias monoparentais femininas. 2016. 192 f. Dissertação (Mestrado em Administração) - Universidade Federal da Paraíba, João Pessoa, 2016.
metadata.dc.rights: Acesso Aberto
URI: https://repositorio.ufpb.br/jspui/handle/tede/8272
Issue Date: 22-Feb-2016
Appears in Collections:Centro de Ciências Sociais e Aplicadas (CCSA) - Programa de Pós-Graduação em Administração

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
arquivototal.pdf2,84 MBAdobe PDFThumbnail
View/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.