Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufpb.br/jspui/handle/tede/8836
metadata.dc.type: Dissertação
Title: Efeito da ingestão de salsicha caprina adicionada de quitosana ou quitosana glicosada sobre parâmetros físicos e bioquímicos em ratos dislipidêmicos
metadata.dc.creator: Dias, Celina de Castro Querino
metadata.dc.contributor.advisor1: Madruga, Marta Suely
metadata.dc.description.resumo: Alterações nos níveis séricos de triglicerídios e lipoproteínas são denomidadas de dislipidemias, e estão diretamente relacionadas ao risco de doenças cardiovasculares. A ingestão de fibras tem efeitos positivos no controle dos níveis séricos de lipoproteínas, dentre elas, o colesterol. A quitosana é um biopolímero originado da desacetilação alcalina da quitina. É um produto natural, não tóxico e considerado uma fibra dietética. A carne caprina possui excelente perfil lipídico, além de aminoácidos essenciais, ferro e vitaminas do complexo B. Considerando a qualidade da carne caprina e da quitosana, associado ao potencial de utilização de ambos na formulação de produto cárneo, realizou-se esta pesquisa objetivando-se avaliar o efeito da utilização de salsicha caprina adicionada de quitosana ou quitosana glicosilada em ratos dislipidêmicos. Foram utilizadas três formulações da salsicha, com teor de gordura similares, diferenciando na adição ou não de 2% de quitosana ou derivado de quitosana. Os animais foram mantidos individualmente em gaiolas metabólicas durante 42 dias e randomizados em cinco grupos (n=10), Grupo Controle (CONT), recebeu água por gavagem; Grupo Dislipidêmico (DLG), recebeu dieta hiperlipídica; Grupo Salsicha (SG), recebeu dieta hiperlipídica adicionada de salsicha caprina; Grupo Salsicha com Quitosana (SQG), recebeu dieta hiperlipídica adicionada de salsicha caprina e quitosana; e Grupo Salsicha com Quitosana Glicosilada (SQGG), recebeu dieta hiperlipídica adiconada de salsicha caprina e quitosana glicosilada. Durante o experimeno foi acompanhado o consumo de ração e peso dos animais e realizada duas colestas de fezes (21º e 35º dias). Foi realizado teste de tolerância oral à glicose e ao final do experimento foram realizadas aferições murinométricas, verificado o peso da gordura visceral, dosado parâmetros bioquímicos, quantificado gordura hepática e colesterol das fezes e fígado. Os níveis de colesterol total sérico mostraram menor níveis (p<0,05) para o grupo tratado com quitosana glicosilada (82,0 ± 20,7 mg/dL) em relação aos outros grupos tratados e níveis mais elevados (p<0,05) para o grupo que recebeu apenas a salsicha caprina (138,9 ± 14,0 mg/dL), assim como a dosagem de HDL-c, onde SG apresentou 49,8 ± 11,8 mg/dL. Para o teste de tolerância oral a glicose, apenas SQGG (101,5 ± 13,06 mg/dL) mostrou níveis glicêmicos reduzidos no início do teste. A quantificação de gordura hepática entre os grupos tratados revelou maior teor em DLG (6,48 ± 0,66 %) e menor teor em SQG 4,65 ± 0,65 %) dentre os grupos tratados. SQGG obteve redução de gordura visceral em até 46,6% (p<0,05) comparado ao grupo controle e demonstrou redução de até 40% de colesterol hepático comparando aos demais grupos dislipidêmicos (p<0,05). Todos os grupos dislipidêmicos apresentaram elevados teores de colesterol fecal (p<0,05) comparado ao grupo controle tanto na primeira como na segunda coleta de fezes (p<0,05). O consumo da salsicha caprina proporcionou benefícios bioquímicos aos ratos, assim como a salsicha adicionada de quitosana e quitosana glicosilada, com destaque para redução do colesterol hepático. Sendo assim, este produto pode beneficiar a saúde do consumidor dislipidêmico.
Abstract: Changes in serum triglycerides and lipoproteins are called dyslipidemias, and are directly related to the risk of cardiovascular disease. The fiber intake has positive effects on the control of serum lipoproteins, among them, cholesterol. Chitosan is a biopolymer originated from the alkaline deacetylation of chitin. It is a natural, non-toxic and considered a dietary fiber. The goat meat has excellent lipid profile, as well as essential amino acids, iron and B vitamins Considering the quality of goat meat and chitosan, associated with the potential use of both in product formulation meat was held this objetivando- search to evaluate the effect of the use of goat sausage added chitosan or chitosan glycosylated in dyslipidemic mice. Sausage three formulations were used with similar fat content, differing in the addition or not of 2% chitosan or chitosan derivative. The animals were housed individually in metabolic cages for 42 days and randomly assigned into five groups (n = 10) Control Group (CONT) received water by gavage; Dyslipidemic Group (DLG), received high fat diet; Sausage Group (SG), was added fat diet of goat sausage; Group sausage with Chitosan (SQG), was added fat diet of goat sausage and chitosan; and Group sausage with Chitosan glycosylated (SQGG) received diet-fat adiconada of goat sausage and glycosylated chitosan. During experimeno was accompanied feed intake and weight of the animals and held two colestas stool (21 and 35 days). It was performed oral glucose tolerance test and the end of the experiment were performed murinométricas measurements, checked the weight of visceral fat, dosed biochemical parameters quantified liver fat and cholesterol from the feces and liver. The serum total cholesterol showed lower levels (p <0.05) in the group treated with chitosan glycosylated (82.0 ± 20.7 mg / dl) compared to other treatment groups and higher levels (p <0, 05) for the group that received only caprine sausage (138.9 ± 14.0 mg / dL), as well as the dosage of HDL-c, where SG had 49.8 ± 11.8 mg / dL. For the oral glucose tolerance test, only SQGG (101.5 ± 13.06 mg / dl) showed low glycemic levels at the start of the test. Quantification of liver fat between treatment groups showed a higher content of DLG (6.48 ± 0.66%) and lower content SQG 4.65 ± 0.65%) among treatment groups. SQGG achieved a reduction of visceral fat by up to 46.6% (p <0.05) compared to the control group and showed a reduction of up to 40% of hepatic cholesterol compared to other dyslipidemic groups (p <0.05). All dyslipidemic groups showed elevated fecal cholesterol levels (p <0.05) compared to the control group in both the first and second collection of stools (p <0.05). The consumption of goat sausage provided biochemical benefits to rats, and the sausage added to chitosan and chitosan glycosylated, especially reduction of hepatic cholesterol. Thus, this product can benefit the health of the consumer dyslipidemic.
Keywords: Alimento funcional
Carne caprina
Colesterol
Fibra dietética
Quitosana
Functional food
Goat meat
Cholesterol
Dietary fiber
Chitosan
metadata.dc.subject.cnpq: CIENCIAS DA SAUDE::NUTRICAO
metadata.dc.language: por
metadata.dc.publisher.country: Brasil
Publisher: Universidade Federal da Paraíba
metadata.dc.publisher.initials: UFPB
metadata.dc.publisher.department: Ciências da Nutrição
metadata.dc.publisher.program: Programa de Pós-Graduação em Ciências da Nutrição
Citation: DIAS, Celina de Castro Querino. Efeito da ingestão de salsicha caprina adicionada de quitosana ou quitosana glicosada sobre parâmetros físicos e bioquímicos em ratos dislipidêmicos. 2016. 71 f. Dissertação (Mestrado em Ciências da Nutrição)- Universidade Federal da Paraíba, João Pessoa, 2016.
metadata.dc.rights: Acesso Aberto
URI: https://repositorio.ufpb.br/jspui/handle/tede/8836
Issue Date: 22-Mar-2016
Appears in Collections:Centro de Ciências da Saúde (CCS) - Programa de Pós-Graduação em Ciências da Nutrição

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
arquivo total.pdf1,95 MBAdobe PDFThumbnail
View/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.