Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufpb.br/jspui/handle/tede/9292
metadata.dc.type: Tese
Title: Augusto de campos e mondrian: um diálogo intersemiótico
metadata.dc.creator: Vasconcelos, Raíra Costa Maia de
metadata.dc.contributor.advisor1: Ferraz Júnior, Expedito
metadata.dc.description.resumo: Com o presente trabalho, temos o objetivo de traçar diálogos entre a poesia de Augusto de Campos e a pintura de Piet Mondrian. Embasados em preceitos da Semiótica da Cultura, de extração russa, traçaremos o percurso poético deste poeta paulista, bem como a trajetória criativa do pintor holandês, a fim de apontar os pontos de comunhão de perspectiva e de confluência de pensamento estético, sem esquecer de garantir as peculiaridades de cada obra e de cada artista. Entender, portanto, a cultura enquanto tecido agregador de sistemas simbólicos é primordial para a construção de nossas análises, na medida em que sustenta as argumentações que visam confluir dois artistas distantes entre si no tempo e no espaço. A poesia brasileira e a pintura europeia serão apresentadas em nosso capítulo de análise por meio de quatro seções que já apontam indícios de diálogos das obras. Partindo dos conceitos de moldura e de revisão de tradição, chegaremos à visão de desconstrução do texto e de vitalidade das vanguardas como pontos confluentes e de forte tensão em cada seção de nossas investigações. Observar o trabalho poético na pintura e o comportamento pictural na poesia rege os caminhos por nós perseguidos neste estudo.
Abstract: This work aims at establishing dialogues between Augusto de Campos’ poetry and Piet Mondrian’s painting. Grounded in Russian School of Semiotics, we will show the poetic journey of the first one and the creative trajectory of the second one, in order to highlight some aesthetic convergence between them. The peculiarities of each artist and each of their studied works will be described based on Semiotics studies mentioned above. So, understanding the culture as aggregator tissue of symbolic systems is essential for the construction of our analysis, since it supports the arguments that aim at converging together two artists distant in time and space. Brazilian poetry and European painting will be presented in the chapter of analysis through four sections that already highlight evidences of dialogue in their works. The modern deconstruction view of the text and of the vanguard vitality will be perceived as confluent points and strong tension issues in each section of this investigation. Observing the poetic work in painting and the pictorial behavior in poetry directs the paths we pursue in this study
Keywords: Augusto de Campos
Piet Mondrian
Semiótica da Cultura
Moldura
Desconstrução
Augusto de Campos
Piet Mondrian
Russian School of Semiotics
Tradition
Tradição
Deconstruction
metadata.dc.subject.cnpq: LINGUISTICA, LETRAS E ARTES::LETRAS
metadata.dc.language: por
metadata.dc.publisher.country: Brasil
Publisher: Universidade Federal da Paraíba
metadata.dc.publisher.initials: UFPB
metadata.dc.publisher.department: Letras
metadata.dc.publisher.program: Programa de Pós-Graduação em Letras
Citation: VASCONCELOS, Raíra Costa Maia de. Augusto de campos e mondrian: um diálogo intersemiótico. 2016. 143 f. Tese (Mestrado em Letras)-Universidade Federal da Paraíba, João Pessoa, 2016.
metadata.dc.rights: Acesso Aberto
URI: https://repositorio.ufpb.br/jspui/handle/tede/9292
Issue Date: 29-Apr-2016
Appears in Collections:Centro de Ciências Humanas, Letras e Artes (CCHLA) - Programa de Pós-Graduação em Letras

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
arquivototal.pdfArquivo Total2,48 MBAdobe PDFThumbnail
View/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.