Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufpb.br/jspui/handle/tede/9734
metadata.dc.type: Tese
Title: Movimentos sociais, crise do lulismo e ciclo de protesto em junho de 2013: repertórios e performances de confronto, crise de participação e emergência de um quadro interpretativo autonomista
metadata.dc.creator: Andrade, Flávio Lyra de
metadata.dc.contributor.advisor1: Medeiros, Rogério de Souza
metadata.dc.description.resumo: Nesta tese discuto o ciclo de protesto de 2013 e dinâmica de confronto que aprofundou a crise do lulismo. Analiso as interações entre organizações de movimentos sociais e governo, no contexto da crise política desencadeada. Diante da magnitude, intensidade e extensão das manifestações, busco identificar os repertórios e performances de confronto que marcaram o período de conflito político, em âmbito nacional e em Recife. Abordei os acontecimentos de junho realizando uma análise política contextualizada. Exploro a análise histórica comparada e as noções construídas pela teoria de movimentos sociais, aplicadas à ciclos de protestos e ação coletiva: estrutura de oportunidade e de mobilização, repertórios e performance de confronto e quadro interpretativo de ação coletiva. A partir de pesquisa bibliográfica e estudos analíticos sobre junho de 2013, situo o ciclo de protestos internacional e no Brasil entre 2011 e 2013, percebendo os impactos da crise mundial do capitalismo em 2008 e as consequências da adoção de políticas de austeridade. Para reconhecer a dinâmica e características que predominaram no Brasil, faço uma recuperação histórica dos ciclos anteriores a partir de 1968. Investigo o lugar da difusão de repertórios de ação e performances oriundas de outros ciclos e selecionadas pelos ativistas para este. No Brasil desenvolvi reflexões sobre os ciclos de protesto do período da redemocratização, a constituição e erosão de um campo democrático popular dos movimentos sociais, ao lado do surgimento e crise do lulismo e do petismo. No estudo sobre os protestos, as assembleias populares horizontais e os ocupas(es), em âmbito nacional, as informações foram obtidas através de pesquisa na internet em sites, blogs, youtube e periódicos com busca ativa utilizando palavras chaves. Em Recife, realizei um estudo de caso através de entrevistas com ativistas que participaram dos protestos de 2013 e do Ocupe Estelita. Identifiquei a influência do ciclo antiglobalização para o ciclo atual, em sua ação direta e performática radical; a revelação do esgotamento da arquitetura participacionista no bojo da crise do lulismo e do sistema político; a emergência do repertório e performance de confronto, e do enquadramento autonomista que expôs, na eclosão do ciclo, a insatisfação política polarizada, de oposição de esquerda, no primeiro momento, e de direita, nos momentos que se seguiram, tendo no centro o governo e o PT. Este acontecimento promove uma inflexão no sentido de um novo ciclo no processo de democratização e nas formas de interação institucional e de confronto dos movimentos sociais.
Abstract: In this thesis I discuss the cycle of protest of 2013 and dynamics of confrontation that deepened the crisis of Lullism. I analyze the interactions between organizations of social movements and government, in the context of the political crisis unleashed. In view of the magnitude, intensity and extent of the manifestations, I seek to identify the repertoires and performances of confrontation that marked the period of political conflict, both nationally and in Recife. I discussed the events of June with a contextualized political analysis. I explore the comparative historical analysis and the notions constructed by the theory of social movements, applied to the cycles of protest and collective action: structure of opportunity and mobilization, repertoires and performance of confrontation and interpretive framework of collective action. From bibliographic research and analytical studies on June 2013, I situate the cycle of international and Brazilian protests between 2011 and 2013, realizing the impacts of the global crisis of capitalism in 2008 and the consequences of adopting austerity policies. To recognize the dynamics and characteristics that prevailed in Brazil, I make a historical recovery of the previous cycles from 1968. I investigate the place of diffusion of action repertoires and performances from other cycles and selected by the activists for this. In Brazil, I developed reflections on the protest cycles of the redemocratization period, the constitution and erosion of a popular democratic field of social movements, along with the rise and crisis of Lullism and Petism. In the study on protests, horizontal popular assemblies and squatters, nationally, information was obtained by searching the internet on websites, blogs, youtube and journals with active search using key words. In Recife, I conducted a case study through interviews with activists who participated in the 2013 protests and the Ocupe Estelita. I have identified the influence of the antiglobalization cycle for the current cycle, in its radical direct and performative action; The revelation of the exhaustion of participatory architecture in the midst of the crisis of Lullism and of the political system; The emergence of the repertoire and performance of confrontation, and the autonomist framework that exposed, at the outbreak of the cycle, polarized political dissatisfaction, left opposition, in the first moment, and right, in the moments that followed, having in the center the government And the PT. This event promotes an inflection towards a new cycle in the process of democratization and in the forms of institutional interaction and confrontation of social movements.
Keywords: Movimentos sociais
Ciclo de protestos
Autonomismo
Lulismo
Participação popular
Social movements
Protest cycle
Popular participation
metadata.dc.subject.cnpq: CIENCIAS HUMANAS::SOCIOLOGIA
metadata.dc.language: por
metadata.dc.publisher.country: Brasil
Publisher: Universidade Federal da Paraíba
metadata.dc.publisher.initials: UFPB
metadata.dc.publisher.department: Sociologia
metadata.dc.publisher.program: Programa de Pós-Graduação em Sociologia
Citation: ANDRADE, Flávio Lyra de. Movimentos sociais, crise do lulismo e ciclo de protesto em junho de 2013: repertórios e performances de confronto, crise de participação e emergência de um quadro interpretativo autonomista. 2017. 519 f. Tese (Programa de Pós-Graduação em Sociologia) - Universidade Federal da Paraíba, João Pessoa, 2017.
metadata.dc.rights: Acesso Aberto
URI: https://repositorio.ufpb.br/jspui/handle/tede/9734
Issue Date: 8-Mar-2017
Appears in Collections:Centro de Ciências Humanas, Letras e Artes (CCHLA) - Programa de Pós-Graduação em Sociologia

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
arquivototal.pdfArquivo total5,03 MBAdobe PDFThumbnail
View/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.