Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufpb.br/jspui/handle/123456789/16185
metadata.dc.type: TCC
Title: A espera por adoção de crianças e adolescentes afastados judicialmente da família: aplicabilidade da lei 13.509/2017 na 1ª Vara da Infância e Juventude de João Pessoa/PB
metadata.dc.creator: Alves, Ana Luiza Ribeiro
metadata.dc.contributor.advisor1: Lima, Raquel Moraes de
metadata.dc.description.resumo: O presente trabalho teve por objetivo avaliar os impactos da Lei 13.509/2017, identificando seus possíveis efeitos na redução da espera em que as crianças e adolescentes, afastados judicialmente de suas famílias, ficam submetidos no acolhimento institucional, à luz dos princípios da proteção integral e do superior interesse e do direito à convivência familiar. Ademais, analisou-se o texto da referida lei e quais foram as principais mudanças dela advindas, além de outras discussões legislativas e conceitos doutrinários que se fazem necessários à compreensão do tema. Vive-se, atualmente, no Brasil um cenário no qual a população infantojuvenil, quando afastada judicialmente de sua família de origem, é posta em instituições de acolhimento e lá ficam grande parte da vida por não atenderem ao perfil desejado de quem deseja adotar ou, simplesmente, pelo fato do processo da destituição do poder familiar ser burocrático, sendo privados do convívio com uma família e de viver em um ambiente adequado com amor e afeto. Tal realidade já foi pior e a busca por avanços e melhorias continua. Por fim, realizou-se uma pesquisa na 1ª Vara da Infância e Juventude de João Pessoa no intuito de verificar se as alterações propostas pela lei, no que se refere aos prazos, têm sido respeitadas.
Abstract: O presente trabalho teve por objetivo avaliar os impactos da Lei 13.509/2017, identificando seus possíveis efeitos na redução da espera em que as crianças e adolescentes, afastados judicialmente de suas famílias, ficam submetidos no acolhimento institucional, à luz dos princípios da proteção integral e do superior interesse e do direito à convivência familiar. Ademais, analisou-se o texto da referida lei e quais foram as principais mudanças dela advindas, além de outras discussões legislativas e conceitos doutrinários que se fazem necessários à compreensão do tema. Vive-se, atualmente, no Brasil um cenário no qual a população infantojuvenil, quando afastada judicialmente de sua família de origem, é posta em instituições de acolhimento e lá ficam grande parte da vida por não atenderem ao perfil desejado de quem deseja adotar ou, simplesmente, pelo fato do processo da destituição do poder familiar ser burocrático, sendo privados do convívio com uma família e de viver em um ambiente adequado com amor e afeto. Tal realidade já foi pior e a busca por avanços e melhorias continua. Por fim, realizou-se uma pesquisa na 1ª Vara da Infância e Juventude de João Pessoa no intuito de verificar se as alterações propostas pela lei, no que se refere aos prazos, têm sido respeitadas.
Keywords: Adoção
Lei 13.509/2017
Acolhimento Institucional
Espera por adoção
Crianças e adolescentes
Proteção Integral
Convivência Familiar
metadata.dc.subject.cnpq: CNPQ::CIENCIAS SOCIAIS APLICADAS::DIREITO
metadata.dc.language: por
metadata.dc.publisher.country: Brasil
Publisher: Universidade Federal da Paraíba
metadata.dc.publisher.initials: UFPB
metadata.dc.publisher.department: Direito Privado
metadata.dc.rights: Acesso aberto
Attribution-NonCommercial-NoDerivs 3.0 Brazil
metadata.dc.rights.uri: http://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/3.0/br/
URI: https://repositorio.ufpb.br/jspui/handle/123456789/16185
Issue Date: 17-Sep-2019
Appears in Collections:TCC - Direito - João Pessoa

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
ALRA26092019.pdf898,84 kBAdobe PDFView/Open


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons