Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufpb.br/jspui/handle/123456789/2366
metadata.dc.type: TCC
Title: Educação infantil: o papel do currículo na construção da identidade das escolas do campo e de seu público alvo
metadata.dc.creator: Limeira, Joice de Araújo
metadata.dc.contributor.advisor1: Amorim, Ana Luisa Nogueira de
metadata.dc.contributor.referee1: Fonseca, Fábio do Nascimento
metadata.dc.contributor.referee2: Silva, Luciano de Souza
metadata.dc.description.resumo: Os povos do campo têm sido relegados ao descaso nas várias políticas públicas adotadas pelo Governo brasileiro, sendo historicamente explorados e expulsos de suas terras e tendo o seu modo próprio de vida descaracterizado, tudo em nome do “progresso” e dos interesses maiores do sistema capitalista, marcadamente latifundiário. Este contexto também tem refletido na educação desse segmento da população brasileira, que tem sofrido defasagens, por décadas, devido à falta de consciência do poder público de que a educação é um caminho seguro para a construção da cidadania plena, como também do preconceito enraizado historicamente de que eles não precisam de uma educação que vá além do básico, devido às atividades rústicas que exercem. Por essa razão, ao serem esboçadas iniciativas para atendê-los nesse aspecto, não são consideradas as especificidades de sua cultura e do contexto geográfico e social em que estão inseridos, nem o potencial que possuem, resultando em um ensino descontextualizado e sem sentido para eles. No entanto, esse cenário tem mudado com as lutas dos movimentos sociais pela conquista e garantia de direitos, tais como reforma agrária e educação de qualidade, resultando nas previsões legais do Art. 28 da LDB e das Diretrizes Operacionais para a Educação Básica nas Escolas do Campo. A partir desse cenário, o presente trabalho, com foco na educação infantil, analisa o papel do currículo na construção da identidade das escolas do campo e de seu público alvo a partir do seguinte questionamento: o currículo adotado na instituição de ensino, objeto deste estudo, é norteado pelo princípio da vinculação às questões inerentes à identidade das escolas do campo e de seu público alvo? O estudo foi realizado em uma creche no Município de Santa Rita, caracterizada como escola do campo. Como aporte teórico, são discutidos aspectos da educação do campo com base nos trabalhos de Arroyo (2008); Caldart (2008); Fernandes (2008) e, para a discussão sobre currículos, são trazidas as contribuições de Zotti (2004); Albuquerque (2008) e Passamai (2010). Também são feitas algumas reflexões sobre as Diretrizes Operacionais para a Educação Básica nas Escolas do Campo. Quanto ao aspecto metodológico, foram realizadas entrevistas com três educadoras e observação direta de uma aula. Os dados coletados foram analisados por meio do método de Análise de Conteúdo com base em Bardin (1977), empregando-se a técnica da Análise Proposicional do Discurso. Dentre os resultados obtidos, verifica-se que, com o avanço da agroindústria açucareira no Município de Santa Rita, tem ocorrido uma descaracterização do modo de vida da população considerada do campo, tendendo a um rápido processo de urbanização, caracterizada pelo trabalho assalariado nas usinas e por outras atividades econômicas sem ligação direta com a terra. Este cenário, conforme revelado nas entrevistadas, tem refletido na educação desde o planejamento às práticas pedagógicas, pois não há um currículo norteado pelas Diretrizes Operacionais para a Educação do Campo, ou seja, não são desenvolvidas temáticas objetivando a construção da identidade de seu público alvo dentro de sua realidade.
Abstract: Country people have been relegated to neglect in various public policies of Brazilian Government, being historically exploited and forced off their land and having their own way of life uncharacterized, all in the name of "progress" and the best interests of the capitalist system, markedly landowner. This context has also been reflected in the education of country people, which has suffered lags for decades due to lack of government awareness that education is a safe way for the construction of full citizenship, as well as the historically rooted prejudice that they do not need an education that goes beyond the basics because of the rustic activities they carry out. For this reason, when it is outlined initiatives to meet their needs on this respect, it is not considered the specifics of their culture and the geographical and social context in which they live, or the potential they have, resulting in a decontextualized and meaningless teaching to them. However, this scenario has changed with the struggles of social movements for rights to the country people, such as land reform and quality education, resulting in the legal provisions of Art. 28 of the LDB and the Operational Guidelines for Basic Education in Country Schools. From this context, the present work, focusing on early childhood education, analyzes the curriculum role on building the identity of country schools and their target audience from the following question: is the adopted curriculum guided by the principle of linking the issues inherent to the identity of country schools and their target audience? The study was conducted in a nursery in the city of Santa Rita, characterized as a country school. As theoretical background, it is discussed country education aspects based on the work of Arroyo (2008); Caldart (2008); Fernandes (2008), for discussion of curricula are brought contributions from Zotti (2004); Albuquerque (2008) and Passamai (2010). It is also done some reflections on the Operational Guidelines. For the methodological aspect, it was realized interviews with three teachers and observation of a class performance. The collected data were analyzed using content analysis method based on Bardin (1977), within this method it was applied the technique of Propositional Discourse Analysis. Among the results, it was identified that, with the advance of sugarcane industry in Santa Rita County, there has been a distortion of the way of life of the rural population considered, tending to a rapid process of urbanization, characterized by wage labor in the mills and other economic activities without direct connection to the land. This scenario is reflected in education, as can be seen from interviewees' discourses and their practice, which does not have a curriculum guided by the Operational Guidelines for Country Education, that is, does not develop thematic aiming at the construction of the identity of his target audience within the reality of the Country.
Keywords: Educação do campo
Educação infantil
Currículo
metadata.dc.subject.cnpq: CNPQ::CIENCIAS HUMANAS::EDUCACAO::TOPICOS ESPECIFICOS DE EDUCACAO::EDUCACAO RURAL
metadata.dc.language: por
metadata.dc.publisher.country: Brasil
Publisher: Universidade Federal da Paraíba
metadata.dc.publisher.initials: UFPB
metadata.dc.publisher.department: Educação do Campo
metadata.dc.rights: Acesso Aberto
URI: https://repositorio.ufpb.br/jspui/handle/123456789/2366
Issue Date: 6-Mar-2015
Appears in Collections:TCC - Pedagogia do Campo

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
JAL25102016745,91 kBAdobe PDFThumbnail
View/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.