Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufpb.br/jspui/handle/123456789/2415
metadata.dc.type: TCC
Title: Formação em educação popular na infância: uma análise sobre as cirandas infantis, nos encontros estaduais das crianças sem terrinha (MST-PB)
metadata.dc.creator: Oliveira, Gabriel Taciano de
metadata.dc.contributor.advisor1: Ferreira, Ana Paula Romão de Souza
metadata.dc.contributor.referee1: Fonseca, Fábio do Nascimento
metadata.dc.contributor.referee2: Batista, Maria do Socorro Xavier
metadata.dc.description.resumo: Este trabalho analisou as cirandas infantis realizadas nos Encontros Estaduais das Crianças Sem Terrinha da Paraíba, sua dinâmica e o impacto na formação em Educação Popular dos estudantes de Pedagogia (área de aprofundamento em Educação do Campo), que participaram na condição de observadores e oficineiros das cirandas, no período de 2010 – 2014. A metodologia utilizada foi centrada na pesquisa-ação e os sujeitos da pesquisa foram os integrantes do movimento social Sem Terra, adultos e crianças envolvidos; estudantes e gestora do Curso de Pedagogia. Utilizamos referências de: Freire (1987); Arroyo (2006); Caldart, Molina e Jesus (2004); Gohn (2011); Pistrak (2000); Caldart, Pereira, Alentejano e Frigotto (2012), entre outros. Compreendemos que não apenas a educação escolar, mas a educação popular que é planejada e efetivada como uma ação emancipatória pode ser construída enquanto um processo colaborativo visando o pleno direito ao conhecimento e a sociabilização dos saberes. Nesse sentido, os Encontros dos Sem Terrinha contemplam um trabalho, pedagógico que se fundamenta nas necessidades das crianças e do saber local e da pedagogia do Movimento Sem Terra. Desenvolvido através de brincadeiras, jogos, místicas e rodas de diálogos, como um espaço de resistência na luta por terra e educação, na formação da identidade do sujeito camponês. Construindo, além disso, um espaço de dialogicidade entre camponeses e universitários.
Abstract: This study analyzed the infant sieves carried out in the State Meetings rural children of Paraíba, its dynamics and the impact on training in Education Popular education students (deepening area of Rural Education), who participated as observers and workshop of sieves, in the period 2010 - 2014. The methodology used was focused on action research and the research subjects were the members of social movements Landless, adults and children involved; students and manager of the Education Course. References used: Freire (1987); Arroyo (2006); Caldart, Molina and Jesus (2004); Gohn (2011); Pistrak (2000); Caldart, Pereira, Alentejo and Frigotto (2012), among others. We understand that not only school education, but the popular education that is planned and carried out as an emancipatory action can be built as a collaborative process to the full knowledge and socialization of knowledge. In this sense, the meetings of rural children include a job, teaching that is based on the needs of children and the local knowledge and the Landless Movement pedagogy. Developed through play, games, mystical and dialogues wheels, as a space of resistance in the struggle for land and education, training of the identity of the individual peasant. Building furthermore a dialogical space between farmers and university.
Keywords: Educação Popular
Movimentos Sociais
Camponeses
Popular Education
Social Movements
Farmers
metadata.dc.subject.cnpq: CNPQ::CIENCIAS HUMANAS::EDUCACAO::TOPICOS ESPECIFICOS DE EDUCACAO::EDUCACAO RURAL
metadata.dc.language: por
metadata.dc.publisher.country: Brasil
Publisher: Universidade Federal da Paraíba
metadata.dc.publisher.initials: UFPB
metadata.dc.publisher.department: Educação do Campo
metadata.dc.rights: Acesso Aberto
URI: https://repositorio.ufpb.br/jspui/handle/123456789/2415
Issue Date: 10-Mar-2015
Appears in Collections:TCC - Pedagogia do Campo

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
GTO250920171,21 MBAdobe PDFThumbnail
View/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.