Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufpb.br/jspui/handle/123456789/2867
metadata.dc.type: TCC
Title: Viver é lutar: a proposta didático-pedagógica do movimento de educação de base (1961/1966)
metadata.dc.creator: Santos, Lidiane Nayara Nascimento dos
metadata.dc.contributor.advisor1: Carvalho, Maria Elizete Guimarães
metadata.dc.contributor.referee1: Calaça, Suelidia Maria
metadata.dc.contributor.referee2: Morais, Grinaura Medeiros de
metadata.dc.description.resumo: O presente trabalho surgiu do interesse em investigar a prática pedagógica do Movimento de Educação de Base - MEB, nos anos 1961 a 1966, tendo como principal foco de análise o livro de leitura Viver é Lutar, que foi utilizado no período de redefinição dos objetivos do Movimento. Nos anos iniciais, o MEB estava voltado para a confessionalidade, e após dois anos de experiências, voltou-se para a alfabetização como prática da liberdade, associando aos seus ideais a conscientização, motivação de atitudes e instrumentos para a ação. Assim, o Movimento que possui raízes católicas e governamentalistas passou a investir na educação das classes populares, com ajuda de leigos que se mostraram envolvidos com as necessidades sociais dos menos favorecidos, possibilitando um novo olhar para os interesses educacionais, agora voltados para a transformação dos sujeitos oprimidos, no contexto que antecedeu a ditadura civil-militar. Esta pesquisa tem o propósito de compreender a proposta didático- pedagógica do MEB no período de 1961 a 1966, analisando o princípio da conscientização inserida no livro de leitura Viver é Lutar, fundamentando-se em autores que tratam da temática da Educação de Jovens e Adultos dos anos 1960, assim como em documentos e relatórios do MEB. Para a realização dos estudos, foi feita uma investigação bibliográfica sobre o contexto da Educação de Jovens e Adultos no início dos anos 1960 até o início do período ditatorial, entrelaçando com o Movimento de Educação de Base a partir de reflexões com diversos autores a exemplo de Beisegel (2010); Fávero (2006); Freire (1981a, 1983b, 1993c,1995d); Teixeira (2008); Ventura (2001), entre outros. Estes estudos possibilitaram novas reflexões e um novo olhar para a educação de jovens e adultos, percebendo que em determinado momento da história esses sujeitos ultrapassaram a inércia e o conformismo, através de uma educação como prática da liberdade, que lhes permitiria intervir na vida social, assumindo ações calcadas em uma visão crítica de homem e de mundo. Ao término deste trabalho, compreendeu-se que as lições presentes no livro de leitura Viver é lutar foram pensadas para ressignificar as vivências das populações menos favorecidas.
Abstract: This work arose from the interest in investigating the pedagogical practice of the Movimento de Educação de Base (Base Education Movement) - MEB, in the years 1961-1966, having as its main focus the reading book Viver é Lutar, which was used during the repurposing of the Movement’s goals.In the early years, the MEB was directed to the confessionality, and after two years of experience, turned to literacy as a practice of freedom, associating their ideals with the awareness, attitudes's motivation and tools for action.Thus, the movement that has Catholic roots and governmentalist started to invest in the education of the working classes, with the help of lay people who showed involved with the social needs of the disadvantaged, providing a new look at the educational interests, now focused on the transformation of oppressed subjects, in the context that preceded the civic-military dictatorship.This research aims to understand the pedagogical-didactic proposal of the MEB in the period 1961-1966, analyzing the principle of awareness inserted in the reading book Viver é Lutar, basing itself in writers on the theme of Educação de Jovens e Adultos in 1960, as well as documents and reports of the MEB.For such studies, a literature research was done on the context of the Educação de Jovens e Adultos in the early 1960s to the beginning of the dictatorship period, intertwining with the MEB from reflections with several authors like Beisegel (2010), Favero (2006), Freire (1981a, 1983b, 1993c, 1995d), Teixeira (2008), Ventura (2001), among others.These studies have allowed new ideas and a new look for the education of youth and adults, realizing that at some point in history these subjects exceeded the inertia and conformism, through education as practice of freedom, that would allow them to intervene in social life, assuming actions modeled on a critical view of man and the world.Upon completion of this work, it was understood that the lessons in the reading book Viver é Lutar were thought to reframe the experiences of disadvantaged populations.
Keywords: Educação de jovens e adultos
Pedagogia
Educação de base
metadata.dc.subject.cnpq: CNPQ::CIENCIAS HUMANAS::EDUCACAO::TOPICOS ESPECIFICOS DE EDUCACAO
metadata.dc.language: por
metadata.dc.publisher.country: Brasil
Publisher: Universidade Federal da Paraíba
metadata.dc.publisher.initials: UFPB
metadata.dc.publisher.department: Educação
metadata.dc.rights: Acesso aberto
URI: https://repositorio.ufpb.br/jspui/handle/123456789/2867
Issue Date: 27-Mar-2014
Appears in Collections:TCC - Pedagogia - CE

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
LNNS13082014.pdf6,89 MBAdobe PDFThumbnail
View/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.