Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufpb.br/jspui/handle/tede/5000
metadata.dc.type: Dissertação
Title: Comportamento dinâmico do desemprego brasileiro: não linearidade, instituições e informalidade
metadata.dc.creator: Lima, Robson Oliveira
metadata.dc.contributor.advisor1: Figueiredo, Erik Alencar de
metadata.dc.description.resumo: Este estudo analisou o comportamento dinâmico da taxa de desemprego brasileiro focando no nível de persistência da série. Com esse propósito foram utilizados em um primeiro momento modelos de integração fracionária, além de testes de mudança de persistência da série. Os resultados indicaram que a taxa de desemprego possui dois diferentes níveis de persistência. No primeiro, a série é não estacionária, enquanto que no segundo não estacionária, mas com reversão à média. A partir de um modelo não linear com múltiplos regimes desenvolvido por Faria e León-Ledesma (2008), foi aplicada uma abordagem empírica com uso de um modelo SETAR, que permitiu explicar essas mudanças a partir de alterações das instituições do mercado de trabalho introduzidas com a nova Constituição de 1988. Diante dessas evidências foi possível relacionar esses resultados com os obtidos por Figueiredo (2010) e Estevão e Carvalho Filho (2012). A conclusão é de que não apenas há indícios de uma relação entre o nível de persistência e as instituições, como também de que a trajetória ascendente da informalidade nos anos 1990, ao promover uma redução de rigidez do mercado, pode explicar a redução da persistência agregada.
Abstract: This study investigates unemployment dynamics behavior in Brazil focusing in its level of persistence. For this purpose, fractional integration models and a persistence change test are used. The results indicate that the unemployment rate have two different levels of persistence. The first one is a nonstationary, whereas the second one is a nonstationary but mean-reverting. From a nonlinear model with multiple regimes proposed by Faria and Leon-Ledesma (2008), an empirical approach was applied using a SETAR model, which allowed explaining the persistence shift by labor market institutions changes introduced by the 1988 Constitution. Based on these findings, was possible to relate the results with those obtained by Figueiredo (2010) and Estevão and Carvalho Filho (2012). It was concluded that there are evidences of a relationship between the level of persistence and institutions, but also that the upward trend in informality in the 1990s, by promote a reduction of market rigidities, may explain the persistence decrease.
Keywords: Economia
Persistence
Mercado de trabalho
Desemprego
Informalidade
Labor market
Informality
metadata.dc.subject.cnpq: CIENCIAS SOCIAIS APLICADAS::ECONOMIA
metadata.dc.language: por
metadata.dc.publisher.country: BR
Publisher: Universidade Federal da Paraí­ba
metadata.dc.publisher.initials: UFPB
metadata.dc.publisher.department: Economia
metadata.dc.publisher.program: Programa de Pós-Graduação em Economia
Citation: LIMA, Robson Oliveira. Comportamento dinâmico do desemprego brasileiro: não linearidade, instituições e informalidade. 2013. 66 f. Dissertação (Mestrado em Economia) - Universidade Federal da Paraí­ba, João Pessoa, 2013.
metadata.dc.rights: Acesso aberto
URI: https://repositorio.ufpb.br/jspui/handle/tede/5000
Issue Date: 20-Mar-2013
Appears in Collections:Centro de Ciências Sociais e Aplicadas (CCSA) - Programa de Pós-Graduação em Economia

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
ArquivoTotal.pdf1,65 MBAdobe PDFThumbnail
View/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.